sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Governo mantém TAV no PAC

Apesar de o leilão do trem de alta velocidade (TAV) ter sido adiado e não haver nova previsão de data para a concorrência, o empreendimento continua recebendo selo verde no balanço recém-divulgado do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Isso indica que o governo não desistiu de licitá-lo, mas a única "providência" descrita no balanço para o trem-bala Rio-São Paulo-Campinas é a "continuidade da execução do projeto de engenharia".


"O projeto é necessário ao país, tem viabilidade técnico-econômica e vamos adquirir tecnologia", disse o ministro dos Transportes, César Borges, ao ser questionado sobre as razões de o TAV ter sido classificado como "adequado" no novo balanço. "Sem ele, como vamos atender à demanda entre as cidades? Fazendo novos aeroportos? Como vamos ligar Viracopos com a capital (de São Paulo)?", questionou Borges. Ele mesmo respondeu: "Só com o trem de alta velocidade. Temos convicção de que o projeto é necessário ao país". Fonte: Valor Econômico.



quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Trens de Alta Velocidade e a Mobilidade

Até o ano de 2020, estima-se que 5 bilhões de pessoas estarão concentradas nas áreas urbanas do planeta. Para conseguir acomodar uma quantidade tão grande de habitantes nas principais cidades, é preciso repensar e planejar essas áreas, tornando a cidade mais inteligente e organizada.

Na reestruturação das cidades, a tecnologia e a busca pela sustentabilidade representam papéis fundamentais. Mas será que internet gratuita e painéis solares são o suficiente para tornar inteligente uma metrópole onde vivem milhões de pessoas? 



Imagine São Paulo, que hoje tem 11 milhões de habitantes, dentro de 8 anos. A cidade poderá abrigar até 20 milhões de pessoas, mas se o trânsito já é caótico hoje, ele ficará impraticável. Afinal, é impossível que qualquer cidade comporte em suas ruas milhões de carros – principalmente em horários de pico. Assim, é importante explorar as possibilidades do transporte público e do compartilhamento de veículos.

As cidades inteligentes precisarão incentivar o uso do transporte coletivo a partir de soluções ágeis e completas de metrôs e trens de alta velocidade.  Além de poderem transportar várias pessoas ao mesmo tempo, estes veículos têm um impacto ambiental reduzido e, por operarem em linhas próprias, conseguem trabalhar com pontualidade.

Ainda no foco sustentável, as cidades inteligentes devem investir nas bicicletas. Sistemas de aluguel digitais, em que é possível alugar uma unidade em um canto da cidade e devolvê-la a quilômetro de distância, já existem em algumas cidades e devem se popularizar. E, por fim, pensar em ciclovias melhores, que integrem o trânsito de automóveis e bicicletas sem trazer riscos para qualquer uma das partes também é uma ação fundamental. Fonte: Reprodução/AFP

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Alstom fornecerá 34 trens Coradia

SNCF construirá 34 trens Coradia Liner, a última geração da Alstom em trem de alta velocidade, para um total de cerca de 350 milhões de dólares. Este comando faz parte da renovação dos trens Corail chamadas linhas intermunicipais anunciado pelo primeiro-ministro em julho e realizado com SNCF. A entrada em funcionamento dos novos trens está prevista a partir de Dezembro de 2015.


O Liner Coradia é entre um trem TGV . Seu projeto foi concebido para dar uma identidade específica, conforto, serviço e performance. Em sua configuração atual, o trem pode acomodar até 267 passageiros.

Coradia Liner atende perfeitamente as exigências da SNCF em serviços de performance, conforto e passageiro. É acessível a todos através de aberturas na altura da plataforma. Os movimentos são mais fluidos a bordo, espaçoso e conveniente para viajar. Novos assentos reclináveis, possuem braços totalmente estofados e equipado com uma tomada elétrica e um porta casaco. O fundamento específico revestimento suaviza o ruído ambiente. Finalmente, grandes janelas e uma iluminação indireta interior aumentam a sensação de conforto e segurança dos passageiros. O design desta nova linha ferroviária de alta, previamente especificado pela SNCF, deixa espaço para o operador a oferecer aos viajantes uma ampla gama de serviços a bordo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...