domingo, 30 de abril de 2017

Trens de alta velocidade competindo com transporte aéreo

Um trem de alta velocidade CRH na estação Kunmingnan em Kunming, capital da província de Yunnan do sudoeste China. A seção de Guiyang-Kunming da estrada de ferro de alta velocidade de Shanghai-Kunming foi posta em funcionamento em 28 de dezembro de 2016.


A extensão do tráfego das estradas de ferro de alta velocidade da China ultrapassou 22.000 quilômetros no fim de 2016, com uma extensão total de estrada de ferro de 124.000 quilômetros, de acordo com China Railway Corporation.

Havia 3.281 quilômetros de novas ferrovias construídas no ano passado, com um investimento total de 801,5 bilhões de yuans (US $ 115,2 bilhões). Os passageiros fizeram 2,77 bilhões de viagens, subindo 11,2% em relação ao ano anterior.

O frete ferroviário atingiu um volume de entrega total de 2,65 bilhões de toneladas. Em 2017, serão construídos 2.100 quilômetros de novas ferrovias. Fonte: Xinhua




sexta-feira, 28 de abril de 2017

Construção do primeiro trem de alta velocidade da Índia em 2018

O primeiro trem de alta velocidade da Índia deverá estar operacional até 2023, disse o primeiro-ministro japonês. Em uma conferência de imprensa conjunta em Tóquio com o indiano Narendra Modi, Shinzo Abe confirmou que o trabalho de construção do projeto do trem bala apoiado pelos japoneses começará em 2018, com as operações previstas para começar cinco anos depois.


A primeira linha ferroviária de alta velocidade da Índia se estenderá aproximadamente 530 km entre Mumbai e Ahmedabad.

No mesmo evento, Modi disse que está "focado em fazer grandes progressos no projeto ferroviário de alta velocidade Mumbai-Ahmedabad. Nosso engajamento e acordo sobre a cooperação no setor financeiro nos ajudará no acesso a maiores recursos para o desenvolvimento de infra-estrutura. "

Após a reunião, Modi viajou por Shinkansen de Tóquio para Kobe. Os trens bala do Japão podem viajar a velocidades superiores a 300 km/h. Fonte: Travel India


terça-feira, 25 de abril de 2017

Seminário Internacional UIC sobre Segurança de Tráfego e Segurança Operacional Ferroviária

Foi realizado de 19 a 21 de Abril de 2017 em Tânger, Marrocos a 6ª edição do Seminário Internacional UIC sobre Segurança de Tráfego e Segurança Operacional Ferroviária. Economicamente, a linha tem representado 600 milhões de euros por ano de investimento nos últimos sete anos. Deverá entrar em serviço comercial durante o Verão de 2018 e representará o know-how nacional ao serviço da região. Além disso, a modernização do restante da rede será crucial para a mobilidade nacional.


Não existe tal coisa como "risco zero" e a mobilização de todo o pessoal é necessária. As regras tecnológicas e os factores humanos são os pilares de uma política de segurança.

O seminário destacou a continuidade de segurança: projeto do sistema, comissionamento e feedback pós-operação, bem como a importância de parcerias externas em caso de incidentes e operação.

O evento também destacou a importância dos fatores humanos além da regulação. É necessário adquirir um verdadeiro desenvolvimento de uma cultura de segurança, pois afeta a todos. Fonte: UIC




quarta-feira, 19 de abril de 2017

Trem de Alta Velocidade AVE - 25 anos de Espanha

Esta linha abriu uma nova forma de viajar por sua rapidez, pontualidade e conforto, um modelo que foi consolidado e que mudou o transporte por longas distâncias na Espanha, atingindo 357,5 milhões de passageiros que usaram alta velocidade desde 1992.


Um dos dados, de acordo com a Renfe, mostram essa mudança, os viajantes estão incluídos no "mercado continental de mobilidade de longa distância", com 30,2 milhões de usuários em 2016 em comparação com 13,8 milhões utilizados no avião, que exclui a origem e o destino fora do país.

A primeira rota do AVE, que marca o 25º aniversário, circulou em alguns trechos chegando a 300 km/h, e chegou a estação de Sevilha Santa Justa dois minutos antes do previsto, um avanço que não foi maior porque os maquinistas desacelerou a marcha.

Em 1992, o AVE Madrid-Sevilla foi usado por 1,31 milhões de passageiros, e no ano passado, o número de usuários aumentou para 3,23 milhões, enquanto no acumulado dos 25 anos foi de 71,1 milhões, de acordo dados fornecidos pela RENFE. Fonte: Renfe


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Tokaido Shinkansen Primeira Linha de Alta Velocidade do Mundo

O Tokaido Shinkansen é uma linha shinkansen que conecta as três maiores áreas metropolitanas do Japão. Tóquio/Yokohama , Nagoya e Osaka/Kyoto entre si. É a melhor linha shinkansen usada do Japão com partidas a cada poucos minutos. Quando inaugurado em 1964, o Tokaido Shinkansen foi a primeira linha ferroviária de alta velocidade do mundo.


Então os trens já funcionavam à 210 km/h. Hoje atingem velocidades na casa dos 300 km/h. A linha é operada pela Central Japan Railway Company, também conhecida como JR Central ou JR Tokai. Tokaido é o nome da estrada principal, que ligou a antiga capital de Quioto com a atual capital de Tóquio durante o Período Edo. Fonte: JR


quarta-feira, 12 de abril de 2017

China lança primeiro satélite de comunicações de alto rendimento para trens de alta velocidade

Um satélite chinês não só permitirá que os passageiros de trens de alta velocidade assistam a vídeos de alta definição com mais tranquilidade, mas também ajudem os que estão na cena de desastres naturais a denunciarem emergências. O primeiro satélite de comunicações de alto rendimento da China, foi lançado a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang, na província de Sichuan, sudoeste da China, às 19h04, quarta-feira.


O satélite, com uma capacidade de transferência de 20 Gbps e uma vida orbital projetada de 15 anos, foi enviado para a órbita de um foguete Long March-3B. O satélite, que tem uma capacidade de mensagem maior do que a capacidade combinada de todos os satélites de comunicações anteriores da China, é capaz de fornecer melhor acesso à Internet em aviões e trens de alta velocidade, bem como em regiões menos desenvolvidas.

Enquanto em órbita, o satélite será submetido a testes em seu sistema de comunicações por satélite multimídia de banda larga ea tecnologia de comunicação de alta velocidade entre o solo e o satélite.
"O lançamento é um marco para a tecnologia de comunicações por satélite da China", disse Tian Yulong, engenheiro-chefe da Administração Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria para a Defesa Nacional. Fonte: Xichang



domingo, 9 de abril de 2017

Sistema de Controle e Mapeamento de Tráfego de Trens Via Satélite

O trem de alta velocidade na China é o sistema mais longo do mundo, conseguindo chegar  em um número grande de cidades, ao menos 29 das 33 entidades provinciais do país . A rede consiste em linhas recém construídas para passageiros e linhas interurbanas. O controle automatizado dos trens permite uma operação super segura, monitorado também por satélite é a evolução no controle dos trens. 

Resultado de imagem para high speed train china

De acordo com um trabalho mostrado na conferência da China Estrada de Ferro (CR), mostrou que o país asiático alcançou 22.000 quilômetros de malha ferroviária em 2016, Com total em estrada de ferro de 124.000 quilômetros.

O gerente geral Lu Dongfu da CR informou que a companhia tem se expandido significativamente sua atuação, estendendo da China central e ocidental para 95.000 quilômetros, ou 76,6 % do total. Em adição, 12 Ferrovias voltadas para províncias mais pobres estão sendo construídas, com investimento de 23,4 bilhão RMB ($ 33.6 bilhão). Fonte: CRH




quarta-feira, 5 de abril de 2017

O Futuro dos Trens de Alta Velocidade em 2020 - Transpod

Que tal ir de Toronto a Montreal em menos de 1 hora? Talvez em 2020 isto já seja possível, e de trem. A start-up Transpod está com essas ideias na cabeça, não só para transporte de pessoas, mas também de cargas. E não só Toronto–Montreal, mas outros trechos interessantes já estão nos planos dos visionários: pensou Brasil–Canadá em duas horas?!


Não se trata exatamente de um trem bala, como já conhecemos. É o uso de um sistema chamado: hyperloop. Que seria, mais ou menos, como se um trem se deslocasse, flutuando, em altíssimas velocidades, dentro de um tubo de baixa pressão, com fluxo de ar pressurizado constante, e à base de energia solar – chegando a uma velocidade de 1.200km/h. Coisa do gênio Elon Musk, CEO da Tesla, SpaceX e PayPal.

São as expectativas de um futuro (não tão distante) faminto, cada vez mais, por diminuir o tempo e o espaço entre objetos, pessoas e lugares. Não há limites. Fazer um trecho como Toronto–Montreal, para o qual geralmente gastaríamos 6 horas de carro, em menos de uma hora soa quase impossível pra nós, mas acredito que neste futuro próximo será loucura pensar que já gastamos tanto tempo assim pra irmos de um ponto ao outro. Fonte: Transpod/Pablo Marcelo



segunda-feira, 3 de abril de 2017

Aniversário do Recorde Mundial de Velocidade - 574,8 km/h - Alstom

A Alstom celebra na data de hoje, 03/04/17, aniversário de 10 anos por ter batido o recorde mundial em trem de alta velocidade, roda trilho. O TGV é o programa emblemático da SNCF, é um trem que reinventou a mobilidade.

A França e SNCF fizeram história, estabelecendo um registro de velocidade sinônimo de mobilidade futura e progresso da sociedade. Naquele momento chave, a SNCF contou a história inesquecível do recorde mundial, atingindo os incríveis 574.8 km/h.



O registo dos 574,8 Km/h, ocorrido no ponto 194 da Linha de Grande Vitesse. Este registro foi realizado pelas empresas francesas Alstom e da SNCF, no quadro da campanha sobre a excelência francesa de grande velocidade sobre trilhos. Fonte: Alstom



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...