sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Etav investirá R$ 3,4 bi no TAV, mas valor pode subir

No novo edital do Trem de Alta Velocidade (TAV) que está sendo concluído pelo governo, a Etav, estatal criada para ser sócia do projeto, deve continuar a investir apenas R$ 3,4 bilhões no trem. O valor, no entanto, pode subir. A informação foi dada, hoje, pelo diretor-geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo, que participa da 17ª Semana de Tecnologia Metroferroviária, em São Paulo. 



 "Se a iniciativa privada não se interessar pelo projeto nessa forma, trabalhamos com a hipótese de aumentar o valor da parte da Etav. O que não trabalhamos é com a hipótese de o projeto não sair", disse Figueiredo. Na estimativa do governo, o empreendimento custará aproximadamente R$ 35 bilhões, mas a iniciativa privada calcula mais de R$ 50 bilhões. 

O governo chegou a realizar em julho, após dois adiamentos, um leilão para a concessão do TAV, mas a iniciativa fracassou, já que nenhuma empresa apresentou proposta. O governo anunciou então que adotará um novo modelo de licitação, em duas etapas: uma para selecionar a tecnologia a ser usada e quem cuidará da operação do trem, outra para escolher o responsável pela construção da ferrovia que ligará Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas. 

Segundo Figueiredo, o vencedor da segunda etapa do leilão poderá explorar comercialmente as áreas do entorno das estações na nova modelagem que está sendo elaborada. "Acreditamos que a exploração comercial poderá financiar entre um quarto e um quinto dos recursos necessários para a infraestrutura", disse. Infraestrutura, de acordo com o governo, deve consumir quase 90% dos custos totais. 

Fonte: Agência Estado
Publicada em:: 15/09/2011