sábado, 18 de maio de 2013

Europa realiza testes com o novo TAV da Siemens

Composições que deverão entrar em operação de serviço somente em 2016, os primeiros trens “ICx” da Alemanha superaram os testes nos últimos 14 meses em operação experimental, cuja forma aerodinâmica melhorou significativamente. O “ICx” teve a concepção construtiva empregando os materiais mais leve e modernos existentes no mercado ferroviário, resultado que possibilitou a redução de peso por um trem de 200 m de comprimento por cerca de 20 toneladas.

O consumo de energia por passageiro é de até 30% mais baixa do que os comboios existentes no mercado europeu. Fabricado pela Siemens e operado pelo estatal ferroviária alemã DB, todas as fases de projeto e produção foram compartilhados e aprovados por ambas empresas. 


O “ICx” terá a flexibilidade de montagem em até 24 diferentes composições: como nas duas variantes de sete módulos com três carros motorizados (atingindo a uma velocidade máxima de 230 km/h) totalizando 499 lugares. A segunda opção é de um trem múltiplo com até cinco vagões de passageiros para atender 724 assentos (velocidade máxima de 249 km por hora). 

Os trens ICx podem, assim, substituir a série “ICE-1” e “ICE-2” que atualmente operam a uma velocidade normal de 250 km/hora. Cada variante do novo modelo inclui uma equipada classe de restaurante a bordo entre 17 ou 23 assentos (com área de repouso), slots para armazenagem de bicicletas, nova geração de assento ajustável e com encosto que reclina para trás ou ainda na primeira classe: assentos equipados com tomadas elétricas e com luz de leitura individual.