quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Japão construirá Trem de Alta Velocidade por levitação magnética que poderá chegar a 600 km/h

A companhia ferroviária do Japão - Central Japan Railway - divulgou nesta quarta-feira (18/09) seu projeto para construir um trem de levitação magnética capaz de chegar a 600 km/h e que planeja colocar em operação em 2027.

A empresa, que já tinha começado os testes com os novos modelos de trens de alta velocidade, conhecidos como "Maglev", começará os trabalhos de construção da nova linha, que contará com seis estações, a partir de 2014.



A Central Japan Railway pretende inaugurar sua primeira linha comercial entre as cidades de Tóquio e Nagóia em 2027, um trecho de 286 quilômetros que o novo trem levará 40 minutos, ao invés das quase duas horas que o serviço de alta velocidade "shinkansen" (trem bala) leva para percorrer o mesmo trajeto, detalhou a agência "Kyodo".

Os trens "Maglev" funcionam através de um sistema de levitação magnética que usa motores lineares instalados perto dos trilhos.

Com o campo magnético gerado, o trem é elevado em até 10 centímetros sobre os trilhos, eliminando o contato com o mesmo e tendo apenas o ar como elemento de atrito, o que permite que o trem ganhe mais velocidade.

Para os testes, a empresa usou um trajeto de 42,8 quilômetros com curvas e túneis em Yamanashi.

A companhia, que opera o "shinkansen" que liga as quatro maiores cidades do país (Tóquio, Yokohama, Osaka e Nagóia), utiliza para seus trens de levitação magnética ímãs supercondutores a uma temperatura de -273°C (o chamado zero absoluto), com o que consegue anular a resistência elétrica e aumentar a velocidade.

A operadora espera estender a linha Tóquio-Nagóia até a cidade de Osaka em 2045. Fonte: Agência EFE