segunda-feira, 12 de maio de 2014

China quer construir linha de trem de alta velocidade unindo Pequim aos EUA

China está planejando construir uma gigantesca linha de trem que ligará Pequim aos Estados Unidos passando pelo Alasca e Canadá. Em determinados pontos da rota, a linha de trem passará por debaixo d’água.

De acordo com uma matéria publicada no jornal Beijing Times, citando um especialista da Academia Chinesa de Engenharia, as autoridades chinesas pretendem iniciar a rota no nordeste da China, passando pelo leste da Sibéria, na Rússia, e atravessando o Estreito de Bering por um túnel submerso de cerca de 200 km até chegar ao Alasca.


No total, a linha ferroviária terá cerca de 12.870 km. Segundo o jornal, especialistas da Escola de Engenharia garantem que o país tem a tecnologia e os meios necessários para uma empreitada dessa magnitude. “O projeto já está em discussão. A Rússia já planejava isso há muitos anos”, diz Wang Mengshu, um dos engenheiros citados na reportagem.

Além da rota China-Rússia-Canadá-Estados Unidos, o governo chinês também pretende construir outra linha de trem que ligará a província chinesa de Fujian a Taiwan.


Na última década, a China vem se empenhando na construção de extensas linhas de trem de alta velocidade com milhares de quilômetros. O país também planeja criar uma espécie de “nova Rota da Seda”, com linhas de trem que conectarão a Ásia Central à Europa.

O objetivo da China é estreitar os laços econômicos e comercias com o máximo de países que conseguir. “ A sabedoria chinesa cada dia mais está voltada para a criação de uma economia mundial e o estabelecimento de relações internacionais abertas”, finaliza a reportagem. Fonte: Brasil em Foco