quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Portugal prepara a aquisição de material ferroviário dual, bi-tensão e bitola variável

Após uma forte renovação nos anos 90, os caminhos de ferro portugueses preparam a primeira aquisição de material ferroviário em mais de vinte anos. A empresa (CP) trabalha na definição da licitação publica que após aprovação do governo do país luso vai levar a renovação de uma parte de sua envelhecida frota.


A polivalência é a palavra de ordem, pois a ideia inicial são trens dual, que tanto podem circular em vias eletrificadas, como ainda através de tração diesel-elétrica em vias não eletrificadas, cobrindo assim toda a malha ferroviária do país, além disso, as unidades devem ser bi-tensão, podendo circular em vias eletrificadas com 3.000 ou 25.000V podendo assim acessar a outros territórios como o espanhol, por exemplo, e ainda de bitola variável para estar preparado para a abertura do mercado ferroviário europeu a partir de 2019, o que vai permitir por exemplo um trem português sair de Lisboa e ir até Paris, com a mesma composição, alterando da bitola ibérica para a francesa, um pouco menor. De acordo com a informação divulgada as unidades a serem adquiridas são para viagens de grandes distancias, mas também com pedido para unidades regionais que assim vão permitir renovar o envelhecido parque rodante da CP. Foto: Silvério Borges Fonte: Revista Publiracing