domingo, 21 de abril de 2019

5G para acelerar os dados dos trens de alta velocidade

Um sistema de transmissão e armazenamento de dados de grande capacidade que aproveita a tecnologia 5G começou a registrar e analisar dados a bordo de algumas locomotivas operadas pela China Railway, em um projeto piloto liderado pelo operador ferroviário chinês CRRC Corp e China Mobile.


Até seis milhões de pessoas viajam na rede ferroviária de alta velocidade em expansão da China em um determinado dia, criando uma quantidade astronômica de dados sobre o agendamento de trens, o empacotamento e a condição de locomotivas e compartimentos de passageiros que precisam ser sincronizados em tempo real para controle da operação centros e depósitos de manutenção.

Examinando os detalhes, as extensas legiões de estações de base e torres de telefonia celular 5G que a China Mobile passou anos construindo ao longo de trilhos ferroviários podem agora ser prontamente aproveitadas para transmitir grandes quantidades de dados.

Isso possibilitará pela primeira vez transmissão de vídeo e conferência em alta definição simultânea entre uma cabine de direção e um centro de controle para melhor monitoramento e resolução de problemas, mesmo quando um trem-bala estiver a galope a 350 quilômetros por hora.

Isso se deve à força da tecnologia de formação de feixes de prova de conceito, bem como do espectro de ondas milimétricas, como facilitadores essenciais para oferecer um serviço confiável aos maquinistas e passageiros, incluindo o backhaul para treinamento de trem e Wi-Fi a bordo.

Testes anteriores incluíam o download de 8K de vídeo por um roteador 5G a bordo de um trem e o vídeo 4K filmado a partir de uma câmera no topo do trem que estava sendo carregado.

A Xinhua observou que cinco gigabytes de dados podem ser transferidos em um piscar de olhos sobre o subsistema da China Mobile feito sob medida para a China Railway Corp., que foi testado na ferrovia de alta velocidade Pequim-Xangai, e a velocidade aumentará ainda mais com a implantação mais ampla da rede 5G em todo o país a partir do segundo semestre do ano. Fonte: Asia Times