segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

Alstom compra Bombardier - Montreal Canadá

A Alstom anunciou nesta segunda-feira, 17, assinatura de um memorando de entendimentos com a Bombardier para aquisição da unidade de produção de trens da empresa de Montreal por um valor entre 5,8 bilhões de euros e 6,2 bilhões de euros, que serão pagos através de dinheiro e de novas ações da Alstom. A notícia foi antecipada no domingo, 16, pela Dow Jones Newswires.


Segundo a Alstom, as sinergias de custo de taxa de execução serão de 400 milhões de euros em quatro ou cinco anos. É esperada que a transação seja concluída até o primeiro semestre de 2021.

O fundo de pensão Caisse de dépôt et placement du Québec (CDPQ), que detém 32,5% da divisão de trens da Bombardier, reinvestirá 2 bilhões de euros correspondentes a 100% dos recursos recebidos em dinheiro com a venda de sua participação na Bombardier transporte e ainda investir 700 milhões de euros na Alstom, descrevendo forte crença na lógica estratégica e no potencial de criação de valor na combinação. O fundo se tornará o maior acionista da Alstom, com cerca de 18% da empresa.

Após a transação, a Alstom irá possuir uma carteira de pedidos em torno de 75 bilhões de euros e receita em torno de 15,5 bilhões de euros.

“Estou muito orgulhoso de anunciar a aquisição da Bombardier Transportes, que é uma oportunidade única de fortalecer nossa posição global no mercado de mobilidade em expansão. Essa aquisição melhorará nosso alcance global e nossa capacidade de responder à crescente necessidade de sustentabilidade na mobilidade”, disse Henri Poupart-Lafarge, presidente e CEO da Alstom.