terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

As vantagens do Trem Bala no Brasil

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) marcou para setembro de 2013 o leilão do Trem de Alta Velocidade. O trem vai ligar o Rio de Janeiro a São Paulo e Campinas. As empresas interessadas em construir e operar o trem-bala devem enviar até o dia 13 de agosto as suas propostas.

O prazo de concessão vai ser de 40 anos. O presidente da Empresa de Planejamento e Logística, Bernardo Figueiredo, esteve nos estúdios da TV NBR e explicou como vai funcionar e as vantagens do trem-bala no Brasil.

Shinkansen. Passando em alta velocidade


Caberá à Empresa de Planejamento e Logística (EPL) :

- acompanhar a elaboração de estudos de viabilidade técnica e de engenharia que anteciparão a fase de implementação;
- atuar como sócia na concessão do TAV, garantindo a absorção e difusão de novas tecnologias. De acordo com o edital, a EPL passa a ter participação de 45% na Sociedade de Propósito Específico (SPE), formada com o consórcio ou empresa vencedora do leilão;
- coordenar, executar, fiscalizar e administrar obras de infra e superestrutura;
administrar e explorar o patrimônio  relacionado ao TAV, quando couber;
- promover a certificação de conformidade de material rodante, infraestrutura e demais sistemas a serem utilizados com as especificações técnicas de segurança e interoperabilidade do setor;
- promover a desapropriação ou instituição de servidão dos bens necessários à construção e exploração de infraestrutura;
- administrar os programas de operação da infraestrutura ferroviária de alta velocidade nas ferrovias outorgadas à EPL;
- obter licenciamento ambiental;

A implantação do TAV no Brasil integra a retomada de investimentos federais no modal ferroviário. O sistema representa um novo marco para o transporte de passageiros no País e foi incorporado ao PAC.