quarta-feira, 20 de março de 2019

Túnel de vento, neve, granizo e variações de temperaturas nos trens de alta velocidade - Siemens

Trem de alta velocidade na Alemanha durante testes de condições meteorológicas extremas no centro de pesquisa Rail Tec Arsenal, em Viena. Como parte de seus testes de segurança, a Siemens, fabricante do trem, comparado a 1.000 horas de serviço operacional em um túnel de vento de 300 metros de comprimento, onde os inspetores independentes expõem um protótipo à chuva, granizo e neve em temperaturas que variam de abaixo de zero para mais de 110 graus Fahrenheit. Preocupações sobre a segurança ferroviária de alta velocidade é uma constante. Fonte: Siemens



segunda-feira, 18 de março de 2019

Frecciargento - Itália

O Frecciargento (“Flecha Prateada”) permite viajar tanto em linhas de alta velocidade, quanto em linhas convencionais e oferece um serviço cômodo e rápido entre Roma e as principais cidades do nordeste da Itália Veneza, Verona, Bolzano, Udine, Brescia, ou do sul Reggio Calabria, Bari, Lecce, além de um alto padrão de conforto a bordo.


Atualmente a viagem entre a capital e Veneza é feita em apenas 3h21. Outros exemplos são: Roma-Bari 3h58, Roma-Verona 2h50 e Roma-Lamezia 3h59. O Frecciargento é operado pela mais moderna frota da Trenitalia, os ultramodernos Pendolino ETR 600 e os ETR 610.

Todos os vagões são climatizados e com isolamento acústico, e ainda estão equipados com sistemas de distribuição de som e painéis informativos. Os vagões dispõem de lugares especiais para passageiros com mobilidade reduzida, disponíveis mediante pedido. Fonte: Lufthansa Foto: Siciliafan

sábado, 16 de março de 2019

Gare de Lyon uma das mais movimentadas da Europa

A Gare de Lyon é uma das seis grandes estações ferroviárias de Paris na França. Com movimentação de 83 milhões de passageiros por ano, tornando-se a terceira mais movimentada estação da França e uma das mais movimentadas da Europa. É o término norte da estrada de ferro Paris-Marselha. Foi nomeada em homenagem á cidade de Lyon. A estação está localizada no 12º arrondissement de Paris, na margem norte do Rio Sena, no leste de Paris.

A estação é servida pela alta velocidade dos trens da TGV para o sul e leste da França, Suíça, Alemanha, Itália e Espanha. A estação também abriga os trens regionais da RER e também uma estação de metrô com diversas linhas. Fonte: SNCF


quinta-feira, 14 de março de 2019

Shinkansen diagnóstico avançado - Dr. Amarelo

Estação Shinagawa-ku, Tokyo, Dr. Amarelo é o apelido dado ao trem de alta velocidade que só sai na calada da noite, verificando trilhos, alinhamentos, sondagem, trepidação, raios de curvas entre outros atributos. O Japão foi pioneiro nos trens de alta velocidade, conhecido com uma pontualidade invejável em todo mundo.


Você pode ver sua câmara digital no nariz da composição, um dos equipamentos embarcados, é raro de detectar esse trem durante o dia, normalmente ele trafega a noite e de madrugada quando o tráfego diminui bastante. Os japoneses gostam tanto do Doctor Yellow que ficam super animados quando conseguem tirar algumas fotos. Fonte: JR



segunda-feira, 11 de março de 2019

Trem de alta velocidade com alta capacidade

O ministério dos transportes da China afirma que cerca de 3 bilhões de viagens individuais foram feitas durante o ano passado , ou "corrida de primavera". A China ainda é um país pobre, e a maioria dessas viagens (até 80%) provavelmente será feita por ônibus de longa distância. Mas um número cada vez maior de viajantes cruzará o país com conforto climatizado na rede ferroviária de alta velocidade na China.


O trem de alta velocidade (HSR) na China cresceu a partir de uma única linha de demonstração de 113 quilômetros construída especialmente para as Olimpíadas de Pequim 2008 em um sistema nacional de 25 mil quilômetros (15,500 milhas). Essa primeira linha de Pequim-Tianjin levou três anos para construir. O resto da rede nacional levou apenas mais dez.

A rede originalmente planejada da China "4 + 4" de quatro linhas principais norte-sul e quatro leste-oeste agora está quase concluída. Uma rede alargada "8 + 8" de 38.000 km (24.000 milhas) de trilho de alta velocidade deverá estar operacional em 2025. Novas melhorias provavelmente se concentrarão em velocidade e não em distância. Fonte: Forbes/Salvatore Babones


sábado, 9 de março de 2019

CRH China teste em diversos tipos de clima

Um trem CRH é testado em vários tipos de clima antes de entrar em operação. O teste foi executado em uma paisagem coberta de neve no Inter-city linha ferroviária de alta velocidade Changchun-Jilin na China. A construção foi concluída nove meses antes do previsto, e a linha entrou em operação no dia 10 de janeiro de 2011. Hoje a China é um grande exportador de sua tecnologia sobre trilhos, exportando para diversos países, inclusive para o Brasil. Fonte: CRH


sexta-feira, 8 de março de 2019

O irmão mais novo do Alfa - Tecnologia Pendular

Com o início do novo cronograma, a NTV conseguiu aumentar o número de serviços diários em sua rede de 56 a 68. A freqüência do trem será intensificada novamente em 2018/19 para 90 trens por dia quando a entrega da frota Evo tiver completada. Os primeiros quatro dos 17 comboios Evo Pendolino fornecidos pela Alstom ao operador de alta velocidade da NTV, de acesso aberto da Itália, percorre rota entre Roma e Veneza.


Os 17 trens ETR 675 Evo estão sendo adicionados aos 25 trens AGV 300 km/h da NTV também fornecidos pela Alstom. "Os 17 novos trens Italo Evo aumentarão nossa frota em 65%", diz o presidente da NTV, Luca Cordero di Montezemolo. "Eles permitirão mais serviços, mais conexões e a chance de recrutar novos funcionários jovens, bem como ter novas linhas e novas paradas. Este é um grande desafio que enfrentaremos com grande entusiasmo, como sempre fizemos ".

Os serviços na rota principal de Roma - Milão serão intensificados em 2018/19 de 40 para 50 por dia, com trens a intervalos de 30 minutos pela tarde pela primeira vez.

A NTV lançará uma nova rota, de Turim, via Milão e Verona a Veneza, com alguns trens estendidos a Trieste. Também trens para Bolzano pela primeira vez. Fonte: Italo




Construção de viaduto sem interromper linha de alta velocidade

Engenheiros com visão de futuro na China constroem um viaduto inovador, é o primeiro no país construído com uma seção de um enorme viaduto a girar sob seu próprio eixo após a conclusão de modo a não perturbar a ferrovia abaixo.

Engenheiros e técnicos levaram 90 minutos para girar a estrutura na cidade de Wuhan. A seção foi construída separadamente de modo a não perturbar a linha férrea de alta velocidade. Foi a primeira vez que a técnica de construção foi utilizado no país A China é o lar da maior rede ferroviária de alta velocidade do mundo. Fonte e Fotos: Imaginechina/REX