quarta-feira, 18 de julho de 2018

O trem mais rápido do mundo em operação - 431 km/h

O trem mais rápido do mundo não é o mais novo, o mais brilhante, ou mesmo o que tem os ingressos mais caros. Cobrando US $ 8 por pessoa, por viagem, o Maglev percorre quase 19 milhas do Aeroporto Internacional de Pudong, em Xangai, até a estação de metrô Longyang, nos arredores de Xangai. É isso mesmo - o trem, que leva pouco mais de 7 minutos para completar a jornada usando a tecnologia de levitação magnética (maglev), não vai para o centro da cidade. Como tal, a maior parte dos passageiros desde sua estréia em 2004 tem sido viajantes a caminho do aeroporto, câmeras prontas para tirar uma foto dos indicadores de velocidade quando o trem atinge 431 km / h (267 mph). Fonte: SMT

domingo, 15 de julho de 2018

Siemens apresenta novo trem de alta velocidade - O "Velaro Novo"

Espera-se que o trem de alta velocidade Velaro Novo, desenvolvido pela Siemens, estabeleça novos padrões de eficiência e sustentabilidade, bem como conforto e conveniência para os passageiros. A Siemens exibirá o trem na feira InnoTrans 2018 para tecnologia ferroviária a ser realizada em Berlim, na Alemanha, em setembro de 2018.


A Velaro Novo é o mais novo membro da família Velaro de trens de alta velocidade desenvolvida pela Siemens. Os trens Velaro estão atualmente em operação na Alemanha, Holanda, Bélgica, Suíça, Espanha, França, China, Rússia, Reino Unido e Turquia. A frota de Velaro cobre mais de um milhão de quilômetros por dia.

O desenvolvimento do conceito Velaro Novo teve início em 2013 e o trem entrou na fase de teste em abril de 2018. O primeiro carro de teste está passando por testes na Alemanha sob várias condições operacionais para avaliar o desempenho do conjunto de trem e bogies.

Design e características do Velaro Novo

O Velaro Novo contará com uma superfície frontal mais aerodinâmica, oferecendo aerodinâmica aprimorada. O design inovador do trem minimizará as instalações técnicas para otimizar a capacidade dos passageiros.

Oferecido em configurações de sete carros e 14 carros, o trem de alta velocidade também foi projetado para oferecer redução dos custos do ciclo de vida.

A configuração de sete carros terá 202m de comprimento e pode ser operada com sistemas simples ou duplos, enquanto a versão de 14 carros terá um comprimento de 404m.

A massa do veículo varia entre 412t e 485t, dependendo das configurações de velocidade. O trem será 15% mais leve que os veículos Velaro anteriores.

Interiores do trem de alta velocidade Velaro Novo

O conceito de tubo vazio dos trens significa que não há instalações permanentes e a capacidade de ser personalizado de acordo com as exigências dos clientes. O conceito oferecerá ainda um ótimo equilíbrio entre flexibilidade e eficiência de custos. Fonte: Siemens






quinta-feira, 12 de julho de 2018

Os trens voadores podem estar vindo em sua direção

Parece algo que Q, o especialista em tecnologia dos filmes de James Bond, inventaria: um avião que pousa em uma pista, encolhe as asas, se transforma em trem e roda em trilhos para te deixar na estação local.


Essa é a ideia que um empreendedor francês que ganhou milhões conectando engenheiros a grupos industriais está tentando vender à Boeing, entre outras empresas. O “Link & Fly” é o novo design de aeronave da Akka Technologies, com asas destacáveis para acelerar a rotatividade nos aeroportos e tornar o embarque mais fácil, colocando-o mais perto das residências dos passageiros.

“Depois que os carros se tornarem elétricos e autônomos, a próxima grande inovação ocorrerá nos aviões”, disse o CEO da Akka, Maurice Ricci, em entrevista em Paris. A Boeing, que pretende reduzir a dependência em relação a empresas como Airbus e Renault na Europa, está entre os principais clientes-alvo da Akka.

Segundo o conceito futurista da Akka, os passageiros embarcariam em um tubo semelhante a um trem em uma estação de bairro e, por motivos de segurança, teriam as retinas digitalizadas durante o trajeto até o aeroporto. As asas, então, seriam anexadas à cápsula para a decolagem. A empresa apresentou a ideia em um vídeo de simulação em 3D e atraiu o interesse de possíveis clientes na Ásia, disse Ricci, sem citar nenhuma empresa.

As fabricantes de aviões começam a reagir em um momento em que as empresas de tecnologia estão tendo ideias inovadoras — a Uber, por exemplo, investe em táxis voadores e a Kitty Hawk, uma startup financiada por Larry Page, cofundador do Google, está criando um avião movido a bateria para transportar uma única pessoa. A Airbus tomou a dianteira com uma nova divisão para administrar o transporte do futuro e a Boeing fez uma incursão barulhenta no ramo de jetpacks, ou mochilas a jato.

A Akka não pretende convencer uma fabricante de aviões a necessariamente construir todo o conceito “Link & Fly”, mas aposta que o design servirá de chamariz e de vitrine e que futuramente algumas partes acabarão nas aeronaves comerciais dos clientes.

No caso das fabricantes de aviões e das empresas que gravitam em torno delas, a Ásia, e especialmente a China, oferecem oportunidades para novos negócios. A construtora de aviões chinesa Comac está desenvolvendo sua própria frota e pode recorrer ao ecossistema aeronáutico europeu para parcerias de tecnologia.

A Akka, que tem um valor de mercado de 1,1 bilhão de euros (US$ 1,3 bilhão) e cujo maior acionista é a Ricci, emprega engenheiros que os clientes podem contratar como consultores para projetos. A empresa desenvolveu um conceito de carro autônomo em 2008 e em 2014 fez uma parceria com a Dassault Systèmes para oferecer serviços a fabricantes de automóveis.

As ações da empresa acumulam alta de 23 por cento neste ano, aumento muitas vezes superior ao de 1,8 por cento do índice CAC 40 Index e equivalente ao do SBF120 Index, mais amplo. Fonte: Marie Mawad e Ania Nussbaum, da Bloomber



quarta-feira, 4 de julho de 2018

Tráfego de mercadorias em alta velocidade - 400 km/h

Comboio russo-chinês para o tráfego de mercadorias em alta velocidade ferroviária está programado para ser lançado em 2019, disse o primeiro vice-presidente da JSC Russian Railways, Alexander Misharin, no Fórum Internacional de Empresas Ferroviárias.


No momento em que o desenvolvimento de requisitos técnicos para este material circulante especial está sendo finalizado e juntamente com colegas chineses, estamos planejando lançá-lo já em 2019.

De acordo com Misharin, o trem fornecerá as condições ideais para o transporte de cargas sensíveis às condições de velocidade e suprimento. A velocidade do trem chegará a 400 km/h.

Mais cedo, o Sr. Misharin disse em uma entrevista à agência de notícias TASS que trens para Moscou - Kazan de alta velocidade será produzido no território da Rússia. Fonte:  Russian Construction / Tatiana Kanunnikova


segunda-feira, 2 de julho de 2018

Portugal leva prêmio de melhor destino turístico da Europa pela segunda vez

Pelo segundo ano consecutivo, Portugal levou o prêmio de melhor destino da Europa no World Travel Awards, considerado o “Oscar do turismo”. Em 2018, o país de Camões deixou para trás países como Espanha, França, Grécia e Áustria, que também estavam na disputa.


Além do bicampeonato na categoria principal, Portugal faturou ainda outros 35 prêmios relacionados ao universo das viagens. A capital, Lisboa, foi escolhida como o melhor destino de cidade na Europa em 2018, ficando na frente de pesos-pesados como Amsterdã, Barcelona, Londres, Paris, Roma e Veneza.

Lisboa venceu também, pelo terceiro ano consecutivo, na categoria de melhor porto europeu de Cruzeiros. No ano passado, o número total de passageiros de cruzeiros foi de 521 mil. Terra natal de Cristiano Ronaldo, a Ilha da Madeira foi escolhida, pelo terceiro ano consecutivo, como o melhor destino insular no continente europeu.

Em nota, a secretária de estado do Turismo de Portugal, Ana Mendes Godinho, comemorou o resultado. “Receber o ‘Oscar’ de Melhor Destino Europeu pelo segundo ano consecutivo é algo que nos enche de orgulho e prova que Portugal continua no top das preferências dos turistas internacionais”, disse. Atualizado por Natasha Ribeiro Fonte: Folhapress



sábado, 30 de junho de 2018

Trem Bala da Hello Kitty começa a circular no Japão

O trem de alta velocidade da Hello Kitty, cor de rosa e branco, decorado com a famosa personagem, começou a circular neste sábado (30), no Japão, atraindo centenas de curiosos para sua estreia. O trem bala saiu da estação de Hakata, em Fukuoka, com destino a Osaka, com seu condutor trajando uma roupa da Hello Kitty rosa e branca.


Este trem especial circulará durante três meses no trecho Osaka-Fukuoka, no oeste do Japão. Os vagões têm assentos lilás e rosas, decorados com desenhos da Hello Kitty.

Os viajantes poderão levar uma recordação: tirar uma foto com uma reprodução em tamanho humano da personagem, criada no começo dos anos 70 por uma designer da Sanrio. O trem também inclui uma loja repleta de produtos da famosa personagem japonesa.


Em 2015, a Companhia Ferroviária do Japão Ocidental apresentou o "Hogwarts Express" - um trem de alta velocidade temático do universo Harry Potter que circula entre Osaka e Kagoshima. Fonte: EM
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...