quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Estação ferroviária e trens Amtrak - Fresno

Fresno é uma estação ferroviária de alta velocidade da Califórnia sendo construída em Fresno, Califórnia; A cerimônia de inauguração do sistema foi realizada no local da estação em 6 de janeiro de 2015. A própria estação substituiu um terminal de ônibus da Greyhound que data da década de 1950. 


Em julho de 2015, estimou-se que a construção do próprio edifício da estação começaria em 2017 ou 2018  e esperava-se que estimulasse novos desenvolvimentos no centro de Fresno. Vários edifícios industriais e de escritórios existentes nas proximidades tiveram que ser demolidos para dar lugar à estação e às pistas.  Em outubro de 2016, os planos pediram que a estação ocupasse cerca de 120.000 pés quadrados e custasse cerca de US $ 80 milhões, com o trabalho de planejamento sendo concluído até o final de 2019.  No final de janeiro de 2017, a demolição foi iniciada. no antigo Greyhound estação rodoviária ocupando o local da futura estação ferroviária de alta velocidade. Fonte: Amtrak / Foto/Vídeo Silvério Borges



terça-feira, 18 de setembro de 2018

Alstom recebe pedido da SNCF de 100 trens de altíssima velocidade de última geração

O Conselho de Administração da SNCF Mobilités, empresa pública ferroviária da França, aprovou um pedido de 100 trens de altíssima velocidade Avelia Horizon (TGV) de última geração em sua assembleia, em 26 de julho de 2018.


Essa nova geração de trens de altíssima velocidade atende a metas ambiciosas em termos de competitividade do setor ferroviário e rentabilidade para a SNCF, com um custo total de aquisição 20% inferior ao da geração anterior. As equipes de especialistas que trabalham neste projeto, há dois anos, enfrentaram o desafio de especificar um novo trem a um custo reduzido de € 25 milhões por trem, com um orçamento adicional de € 190 milhões para opções e serviços.

O Avelia Horizon será composto por dois inovadores carros de potência com comprimento reduzido, combinando alto desempenho e formato compacto, e carros de passageiros articulados de dois andares. Seu design permite um aumento de 20% nas áreas dedicadas a passageiros, permitindo que o trem acomode até 740 passageiros na configuração de maior capacidade, escolhida pela SNCF.

Os custos de manutenção serão mais de 30% inferiores aos atualmente registrados pela SNCF. A manutenção do trem é levada em conta desde o estágio de design do projeto, com um sistema de diagnóstico remoto para manutenção preditiva, que melhora a confiabilidade e a disponibilidade dos trens. Muitos dos componentes têm um design otimizado para simplificar, reduzir e permitir intervalos maiores entre as intervenções de manutenção. Graças ao design aerodinâmico e um acionamento de tração mais eficiente, o TGV de próxima geração consumirá 20% menos energia do que os TGVs existentes.

“Este pedido é o fruto bem-sucedido do trabalho colaborativo da SNCF e da Alstom. A solução Avelia Horizon da Alstom atende aos desafios tecnológicos, econômicos e de competitividade da SNCF”,afirmou Henri Poupart-Lafarge, CEO da Alstom. Fonte: Alstom




segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Acoplamento Gare do Oriente

O termo acoplamento em inglês: shunting - nos Estados Unidos: switching; em francês: marche en manœuvre, em operações ferroviárias, designa o processo de manobras e operações complementares sobre o material rodante, que visam interligá-los de forma ordenada para compor um trem (português brasileiro) ou comboio (português europeu).


Esse processo, geralmente ocorre em vias auxiliares, e quando está completo, o trem é levado para a via permanente. O processo oposto: de realizar manobras para separar o material rodante que compõe um trem, recebe a designação de desacoplamento. Foto e Vídeo: Silvério Borges




domingo, 16 de setembro de 2018

Trem de Alta Velocidade - Hayabusa

O Falcão Peregrino cruzando o Japão, o Shinkansen é a rede ferroviária de alta velocidade do Japão, operada pela companhia privada (Japan Railways Group) conhecida como JR. Desde que a linha inicial Tōkaidō Shinkansen começou sua operação, a rede expandiu-se para ligar a maior parte das cidades das ilhas de Honshu eKyushu com velocidades até 300 km/h, num território habitualmente fustigado por terramotos e tufões. As velocidades máximas atingidas em viagens experimentais foram de 443 km/h roda trilho, e de até 600 km/h em linhas Maglev. Fonte: JR


O Japão foi pioneiro no modelo de trens de alta velocidade inaugurando seu primeiro sistema em 1964. O Hayabusa é um serviço Shinkansen de alta velocidade operado pela East Japan Railway Company e pela Hokkaido Railway Company entre Tóquio e Shin-Hakodate-Hokuto no Japão desde 26 de março de 2016.




sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Alfa Pendular e Intercidades batem recorde

Foi atingido um novo recorde de vendas nos tráfegos de longo curso da CP – Comboios de Portugal, com 650 000 viagens vendidas, o que se traduz num crescimento de 7,4% e de mais 44 900 viagens, comparativamente com o mês homólogo do ano anterior. Para este crescimento contribuíram ambos os serviços AP e IC, com um acréscimo de procura de mais 13 400 viagens (+6,4%) em Alfa Pendular e mais 31 500 viagens (+8%) em Intercidades.


Foi assim ultrapassada, pela primeira vez, a barreira das 600 000 viagens nestes serviços, verificando-se que 224 000 clientes escolheram viajar em Alfa Pendular, enquanto 426 000 clientes deram preferência ao serviço Intercidades.

De igual forma, os Rendimentos do Tráfego registaram o seu valor máximo mensal, com 10.983.000 euros (+991.000 euros do que em julho de 2017), correspondendo a +9,9%, sendo o serviço Alfa Pendular responsável por 5.115.000 euros desse valor e o Intercidades por 5.867.000 euros. Fonte: CP - Foto: Silvério Borges


quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Comissionamento de 16 Novas Torres de Controle - CCO até 2021

Uma grande operação foi realizada em Paris Gare de Lyon. A nova torre de controle ferroviária foi colocada no ano passado e substituíram instalações de 1933. Até 2021, 16 torres de controle ferroviário espalhados por toda a França estará em vigor. Isso permitirá, digitalização e gestão de tráfego centralizado.


Atualmente, 7 destas torres de controle já estão operacionais para: Bordeaux, Dijon, Lyon, Rennes, Pagny-sur-Moselle, Strasbourg e Paris Gare de Lyon. Os benefícios destas novas instalações trarão
melhor gestão do tráfego, garantir transporte regular, informações em tempo real através da detecção de composições.

A detecção precoce de incidentes operacionais, através de monitoramento remoto de instalações de sinalização permitir a extensão de Paris Gare de Lyon para aumentar a sua capacidade de tráfego. Fonte SNCF