Postagens

Automotriz de Grande Velocidade - AGV Alstom

Imagem
O AGV Automotriz de Grande Velocidade, combina a filosofia de design bem estabelecida do TGV e trinta anos de experiência tecnológica em trens de alta velocidade com inovadora inovação, composições articuladas, energia distribuída, motores de ímã permanente, de travagem com recuperação de energia eletrodinâmica. Ele pode ser operado em velocidades de até 360 km/h em total segurança. O AGV tem carros com maior conforto e maiores janelas no mercado. Um cuidado especial foi tomado para manter o ruído mais baixo possível. O sistema de aquecimento, ventilação e ar condicionado (HVAC) é projetado para oferecer o melhor conforto climático. AGV é totalmente compatível com as ETI para pessoas com mobilidade reduzida. Fonte: Alstom Atinge até 360 km/h

Trens de Alta Velocidade o Futuro em Mobilidade

Imagem
A história dos trens de alta velocidade iniciou-se na década de 60, mais precisamente em 1964, quando o Japão inaugurou o primeiro trem de alta velocidade no mundo. No Japão ele é conhecido como trem bala ou shinkansen. A China surpreendeu todo o mundo e hoje já o país com a maior malha ferroviária de alta velocidade do Mundo. A média de velocidade máxima dos trens de alta velocidade está entre 300 à 380 km/h em velocidade de cruzeiro. O recorde de velocidade de um trem de alta velocidade roda trilho, chegou a 574,8 km/h em testes realizados pela empresa francesa Alstom em Paris. Abaixo em um pátio terminal na China, alguns trens da empresa CRH, aguardam instruções do centro de controle operacional para iniciarem o serviço de passageiros. Fonte: Revista Eletrônica de Alta Velocidade

Solução inovadora Avelia Pendolino - TrainScanner Alstom

Imagem
A solução de manutenção preditiva da Alstom para material rodante, TrainScanner, entrou em serviço no Centro de Serviços Pendolino de Varsóvia, onde será usada para manter a frota de 20 Avelia Pendolinos operada pela PKP Intercity. O TrainScanner fornece manutenção preditiva e avaliação contínua da condição técnica do material rodante. Graças à análise digital de dados, ele identifica o momento ideal para a substituição de componentes. O sistema implementado em Varsóvia se baseia na longa experiência da Alstom no Reino Unido, onde o TrainScanner tem sido usado na manutenção da frota Pendolino da Avanti West Coast por anos.  “Estamos muito orgulhosos de inaugurar este TrainScanner na Europa continental. É mais um marco para o futuro da mobilidade. Graças a soluções automatizadas baseadas em dados, podemos melhorar continuamente os processos de manutenção preditiva, o que se traduz em benefícios diretos para operadores e passageiros. A avaliação preditiva e baseada nas condições das cond

Shinkansen diagnóstico avançado - Dr. Amarelo

Imagem
Estação Shinagawa-ku, Tokyo, Dr. Amarelo é o apelido dado ao trem de alta velocidade que só sai na calada da noite, verificando trilhos, alinhamentos, sondagem, trepidação, raios de curvas entre outros atributos. O Japão foi pioneiro nos trens de alta velocidade, conhecido com uma pontualidade invejável em todo mundo. Você pode ver sua câmara digital no nariz da composição, um dos equipamentos embarcados, é raro de detectar esse trem durante o dia, normalmente ele trafega a noite e de madrugada quando o tráfego diminui bastante. Os japoneses gostam tanto do Doctor Yellow que ficam super animados quando conseguem tirar algumas fotos. Fonte: JR

Trens de Alta Velocidade - Cádiz

Imagem
Cádiz é uma cidade espanhola de grande prestígio e reconhecimento internacional. São 157 quilômetros de (bitola ibérica e internacional) via dupla e pelo qual os trens vão funcionar em velocidades de até 250 km/h e 300 km/h de Sevilha.  Falar da história da cidade de Cádis pode-nos levar a um sem fim de palavras, pois, por exemplo, a "Tacita de Plata", é considerada a cidade mais antiga do Ocidente. Desde a fundação de Cádis até aos dias de hoje, ocorreram muitos acontecimentos históricos, muitos com grande relevência. Foram encontrados vestígios de artefactos do período calcolítico, o que evidencia a ocupação humana desta zona desde a pré-história. A cidade de Cádis foi fundada pelos Fenícios cerca do ano de 1100 a.C., sob o nome de Gadir. Devido ao carácter mercantil desta civilização, estes procuravam sempre locais costeiros como pequenas ilhas, com localização estratégica. Gadir converteu-se num importante porto mercantil dedicado ao comércio de matérias pr

Acela - Amtrak

Imagem
O Acela da Amtrak, é um trem de alta velocidade americano que atinge 250 km/h, liga as cidades de New York à Boston. Com conforto superior, amenidades de luxo, serviço profissional polido, a velocidades de até 250 km/h, é uma alternativa cada vez mais utilizada nos transportes de passageiros na América do Norte. O Acela Express oferece um serviço de hora em hora para o centro durante o pico da manhã e da tarde, horário de pico entre Nova York, Washington, DC, Baltimore, Filadélfia e outras cidades intermediárias, assim ida e volta entre Nova York e Boston. Fonte: Amtrak

Trem de alta velocidade mais rápido do mundo

Imagem
Novos trens de alta velocidade chineses Fuxing (rejuvenescimento) já circulam na ferrovia Pequim-Shanghai, a nada mais nada menos do que 350 km/h. Os trens circulam 7 vezes por dia da estação ferroviária Hongqiao perto de Pequim. Segundo a companhia China Railway, Fuxing é o trem de alta velocidade mais rápido do mundo. O Fuxing leva os passageiros de Pequim a Shanghai em 4 horas 28 minutos, ou seja, menos uma hora e meia se comparado ao tempo que levava antes. O trajeto Pequim-Shanghai é um dos mais populares na China, com o tráfego anual de mais de 100 milhões de pessoas. Levando em conta tal volume, as autoridades chinesas decidiram aumentar o limite de velocidade máxima na linha em questão, impulsionando o lançamento do novo trem. Todos os trens de alta velocidade chineses são elaborados para atingir velocidades de até 350 km/h, contudo, seis anos atrás as autoridades do país decidiram diminuir o limite para 300 km/h. Fonte: Reuters

Tokaido Shinkansen inaugurado em 1964

Imagem
Tokaido Shinkansen é uma linha shinkansen que conecta as três maiores áreas metropolitanas do Japão. Tóquio/Yokohama , Nagoya e Osaka/Kyoto entre si. É a melhor linha shinkansen usada do Japão com partidas a cada poucos minutos. Quando inaugurado em 1964, o Tokaido Shinkansen foi a primeira linha ferroviária de alta velocidade do mundo. Então os trens já funcionavam à 210 km/h. Hoje atingem velocidades na casa dos 300 km/h. A linha é operada pela Central Japan Railway Company, também conhecida como JR Central ou JR Tokai. Tokaido é o nome da estrada principal, que ligou a antiga capital de Quioto com a atual capital de Tóquio durante o Período Edo. Fonte: JR

Nova Ligação de Alta Velocidade Porto-Lisboa

Imagem
Linha de alta velocidade será construída por fases. A primeira parte, entre o Porto e Soure, poderá ficar concluída em 2026-2028 e já permitirá uma viagem entre Lisboa e Porto em menos de duas horas. 1h17 de viagem só em 2028-2030. Leiria irá ficar a menos de 40 minutos de Lisboa, e Coimbra a menos de uma hora. Uma linha ferroviária de alta velocidade a ligar Lisboa e Porto vai ser, em 2030, a espinha dorsal de uma rede de caminhos-de-ferro que irá encurtar o país. Várias cidades – não apenas as que serão servidas directamente pela alta velocidade – ficarão mais próximas da capital e vice-versa, o que poderá ter vastos benefícios económicos e sociais. Numa apresentação nesta terça-feira, 15 de Março, o vice-presidente da Infraestruturas de Portugal (IP), Carlos Fernandes, fez uma espécie de ponto de situação nos investimentos que estão a ser feitos ou previstos na rede ferroviária nacional, entre dois grandes planos: de um lado, o Plano Ferrovia 2020, que está em conclusão apesar dos a

Milano Centrale

Imagem
A Milano Centrale é uma das principais estações ferroviárias da cidade de Milão, na Itália. Está localizada na parte nordeste de Milão. A estação é servida por trens que operam nas linhas de alta velocidade para Bolonha. Trens que viajam para as principais cidades italianas como Bolonha, Roma, Nápoles, Turim e Veneza partem da Milano Centrale. Mais de 300 mil passageiros utilizam a Milano Centrale diariamente. Além dos trens nacionais, há também trens internacionais que vão para as principais cidades europeias, como Berna, Paris, Genebra, Barcelona e Munique. Da estação, os viajantes podem chegar ao Aeroporto de Milano-Malpensa com o serviço de trem Malpensa Express. A Milano Centrale está ligada ao sistema de metrô de Milão (linhas M2 e M3). Fonte: Raileurope

Shinkansen da série E5

Imagem
O nariz longo "bico de pato" neste Shinkansen da série E5 não é projetado para ajudá-lo a ir mais rápido, ele está lá para minimizar o ruído causado pela entrada e saída de composições em túneis em altas velocidades. Este trem começou suas operações com serviços no recém ampliado Tohoku Shinkansen Linha de Aomori em março 2011 e é capaz de atingir velocidades de 320 km/h, mas até agora tem sido restrito a 300 km/h em serviço regular.

Viajar de trem na Europa: 25 rotas de trem mais rápidas que de avião

Imagem
Viajar de trem na Europa: 25 rotas de trem mais rápidas que de avião A plataforma especializada em viagens  Omio  fez uma pesquisa e mostrou que existem rotas para  viajar de trem na Europa  e até de ônibus que são mais rápidas do que ir de avião. Para a empresa, além da agilidade em completar o trecho, é necessário ter em conta que viajar de trem e ônibus polui muito menos. É claro que ir voando entre um ponto e outro é mais rápido. Contudo, sabemos que viajar de avião não é somente voar e precisamos considerar outros fatores. Entre os quesitos avaliados pela Omio e que fazem com que viajar de trem na Europa e de ônibus seja, por vezes, mais veloz do que de avião estão: tempo adicional de deslocamento até o aeroporto; fila para check-in; fila para o controle de segurança; tempo de espera para o embarque; o tempo para a recolha das malas; deslocamento de viagem do aeroporto de destino ao centro da cidade. Tendo tudo isso em conta, a Omio comparou várias rotas e concluiu que existem tre

Ranking dos trens de alta velocidade mais rápidos do mundo

Imagem
Nosso ranking dos trens de alta velocidade mais rápidos do mundo mostra que os países da Ásia são líderes mundiais junto com os Europeu em trens de alta velocidade. Os recordes de velocidade dos trens mais rápidos do mundo em testes e em operação. O trem SCMaglev no Japão tem uma velocidade máxima de 603 km / h (375 mph). O trem TGV de alta velocidade da SNCF na França tem uma velocidade máxima de 575 km / h (357 mph). O trem Shanghai MagLev na China tem uma velocidade máxima de 501 km / h (311 mph). As redes ferroviárias de alta velocidade podem ser um fenômeno relativamente novo, mas para 20 países do mundo já formam a espinha dorsal da rede de transporte. Embora introduzido pela primeira vez no Japão, o trem de alta velocidade foi verdadeiramente estabelecido na Europa durante os anos 80 e 90. Recentemente, os avanços tecnológicos levaram os países asiáticos a subir na hierarquia em relação à população atendida pela rede de alta velocidade, preço por quilômetro, bem como pelas

Trem de Alta Velocidade Eurostar cruzando o Canal da Mancha

O Eurostar é um serviço de trens de alta velocidade que liga Londres (St Pancras) com Paris (Gare du Nord), Lille e Bruxelas (Gare du Midi). O comboio atravessa o canal da Mancha passando pelo Eurotúnel. O Eurostar entrou ao serviço em Novembro de 1994, tendo desde então estabelecido uma fatia dominante no mercado de rotas que serve 68% nas rotas Paris-Londres e 63% na Londres-Bruxelas. A companhia afirma que esses passageiros representam o equivalente a 393.000 vôos de curta distância, são grandes produtores de Dióxido de Carbono. Fonte: Eurostar

Eurotunnel travessia com a maquinista Mandy

Imagem
Uma parte fundamental da moderna viagens internacionais, o Grupo Eurotunnel emprega aproximadamente 4.000 pessoas em ambos os lados do Canal para permitir a execução de serviços de Folkestone para Calais. Parte desta operação diária é um número de personalidades-chave para garantir um serviço sem problemas, fácil experiência e viagens eficiente. Pela primeira vez, a Eurotunnel tem perfilado algumas dessas personalidades para brilhar uma luz sobre sua importância a tal marca cross-channel alto perfil. perfis de vídeo novo recurso de um dia na vida dos ​​empregados Vince e Mandy de ambos os lados do canal. Destacando os rostos por trás da marca que ajudam a apoiar o funcionamento desta ligação internacional. "Trabalhar para Eurotunnel é como uma grande comunidade, na nossa equipe há 4 de nós que são o Inglês e 8 de nós que são franceses. Estamos todos em contato com o outro em ambos os lados do canal, todos nós somos um time. Fonte: Eurostar 

Mudança de bitola em movimento

Imagem
Na Espanha, existem bitolas diferentes nas rotas da RENFE, a bitola convencional 1,668 milímetros e faixas de bitola internacional 1,435 mm. As rotas ferroviárias espanholas escolheu a bitola 1.668 mm com base em questões relacionadas com a topografia, até 1992, quando a alta velocidade estreou na Espanha e optaram pela bitola de 1.435 mm.  A necessidade de mudança de largura vem quando você quiser cruzar a fronteira francesa com trens espanhóis. Por esta razão, em 1968, o primeiro cambiador de bitola Talgo foi instalado na fronteira de Portbou e em 1981 em Hendaye. Em 1992, com a abertura da primeira linha de alta velocidade na Espanha, Madrid-Sevilla, também em Atocha, Cordoba e Majarabique os cambiadores são construídos. Em 2001 instalações de tecnologia CAF são incorporadas na ferrovia. Fonte: Renfe.

Estacão de Wuhan - China

Imagem
Wuhan Railway Station está localizado no extremo leste de Yangchunhu Lake em Wuhan, na China, na fronteira entre Qingshan e Hongshan, e ao lado do Rodoanel 3. É uma das estações da ferrovia Wuhan-Guangzhou de alta velocidade. Concluído em dezembro de 2009, a estação tem 11 plataformas e 20 faixas. Ele serve a linha Pequim-Hong Kong, a linha de passageiros Xangai, Wuhan, Chengdu, e os trens Zhengzhou-Jiujiang. A construção da estação começou em setembro de 2006, e foi concluída em dezembro de 2009 a um custo de 2 bilhões de dólares, incluindo atualizações para infra-estrutura ao redor. A área total da construção da estação é 370.860 m2. O arco principal se estende por 116 metros e o ponto mais alto tem 58 metros acima do solo. Fonte: Divulgação

Túnel de vento, neve, granizo e variações de temperaturas nos trens de alta velocidade - Siemens

Imagem
Trem de alta velocidade na Alemanha durante testes de condições meteorológicas extremas no centro de pesquisa Rail Tec Arsenal, em Viena. Como parte de seus testes de segurança, a Siemens, fabricante do trem, comparado a 1.000 horas de serviço operacional em um túnel de vento de 300 metros de comprimento, onde os inspetores independentes expõem um protótipo à chuva, granizo e neve em temperaturas que variam de abaixo de zero para mais de 110 graus Fahrenheit. Preocupações sobre a segurança ferroviária de alta velocidade é uma constante. Fonte: Siemens

Tecnologia sem fio em reboques e manobras

Imagem
Limite suas emissões, aproveite a eficiência com novos padrões na tecnologia de reboques. Sem emissões, operação em qualquer zona de trabalho graças à unidade elétrica, equipamento patenteado de orientação ferroviária.  Use o Zagro E-Maxi para realizar trabalhos de derivação na ferrovia, operações, transporte público e serviços industriais em trechos de trilhos abertos ou cobertos e de nível uniforme. O motor ferroviário foi projetado para operação combinada com baterias, significa operação livre de emissão CO2 nos trilhos. Fonte: Zargo

Trem percorre 30 km em 7 minutos - 431 km/h

Imagem
No vídeo abaixo mostra um trem de levitação magnética ou Maglev (Magnetic levitation transport), que faz a ligação de Shanghai até o aeroporto, o trem faz um trajeto que vai da estação Longyang Road em Pudong até o Aeroporto Internacional de Pudong - Shanghai, em um percurso de aproximadamente 30 km. Em uma linha adicional, linhas separadas, facilitam a manutenção do Maglev. O trem leva 7 minutos e 20 segundos para fazer o percurso, a uma velocidade de 431 km/h. é um trem que transita em uma linha elevada sobre o chão e é propulsionado pelas forças atrativas e repulsivas do magnetismo através do uso de super condutores. Devido à falta de contato entre o veículo e a linha, a única fricção que existe, é entre o aparelho e o ar. Por consequência, os trens de levitação magnética conseguem atingir velocidades enormes, com relativo baixo consumo de energia e pouco ruído, sua velocidade em operação chega até 430 km/h ou mais. Fonte: Transrapid/Vídeo SCI