segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Adiado o leilão do Trem de Alta Velocidade

Algumas empresas interessadas no trem de alta velocidade brasileiro, devido a complexidade do contrato, solicitaram o adiamento ao Governo. O ministro dos Transportes, César Borges, concederá uma entrevista coletiva, marcada para as 16:00 h desta segunda-feira (12), sobre o leilão de concessão do trem-bala que ligará as cidades de São Paulo, Campinas e Rio de Janeiro. A expectativa é de que ele anuncie o adiamento do processo.

Em entrevista à Agência Brasil na última sexta-feira (09), Borges havia afirmado que ainda não havia uma decisão do governo sobre a possível mudança de data do leilão do trem de alta velocidade (TAV). O dia de entrega das propostas das empresas interessadas em participar da licitação estava mantida para a próxima sexta-feira (16), segundo o ministro.


Empresas de pelo menos sete países haviam demonstrado interesse em fornecer tecnologia e ser operadoras do trem-bala, entre elas Japão, Alemanha, França e Coreia do Sul.

O leilão do trem-bala já foi adiado por várias vezes pelo governo. Chegou a acontecer em julho de 2011, apesar de não ter recebido propostas. O governo, então, dividiu a licitação em duas partes: uma que definiria a tecnologia e o operador do projeto, e outra para contratar a infraestrutura.