quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Portugal prepara a aquisição de material ferroviário dual, bi-tensão e bitola variável

Após uma forte renovação nos anos 90, os caminhos de ferro portugueses preparam a primeira aquisição de material ferroviário em mais de vinte anos. A empresa (CP) trabalha na definição da licitação publica que após aprovação do governo do país luso vai levar a renovação de uma parte de sua envelhecida frota.


A polivalência é a palavra de ordem, pois a ideia inicial são trens dual, que tanto podem circular em vias eletrificadas, como ainda através de tração diesel-elétrica em vias não eletrificadas, cobrindo assim toda a malha ferroviária do país, além disso, as unidades devem ser bi-tensão, podendo circular em vias eletrificadas com 3.000 ou 25.000V podendo assim acessar a outros territórios como o espanhol, por exemplo, e ainda de bitola variável para estar preparado para a abertura do mercado ferroviário europeu a partir de 2019, o que vai permitir por exemplo um trem português sair de Lisboa e ir até Paris, com a mesma composição, alterando da bitola ibérica para a francesa, um pouco menor. De acordo com a informação divulgada as unidades a serem adquiridas são para viagens de grandes distancias, mas também com pedido para unidades regionais que assim vão permitir renovar o envelhecido parque rodante da CP. Foto: Silvério Borges Fonte: Revista Publiracing


sábado, 23 de setembro de 2017

Trem de alta velocidade mais rápido do mundo entra em operação

Novos trens de alta velocidade chineses Fuxing (rejuvenescimento) começam a circular na ferrovia Pequim-Shanghai, nesta quinta-feira (21), a nada mais nada menos do que 350 km/h. Os trens vão circular 7 vezes por dia da estação ferroviária Hongqiao perto de Pequim. Segundo a companhia China Railway, Fuxing é o trem de alta velocidade mais rápido do mundo.


De acordo com a tabela da estação chinesa, o primeiro trem saiu de Pequim nesta quinta-feira às 7:00 h (22:00 h) da quarta-feira no horário de Brasília). O Fuxing leva os passageiros de Pequim a Shanghai em 4 horas 28 minutos, ou seja, menos uma hora e meia se comparado ao tempo que levava antes.

O trajeto Pequim-Shanghai é um dos mais populares na China, com o tráfego anual de mais de 100 milhões de pessoas. Levando em conta tal volume, as autoridades chinesas decidiram aumentar o limite de velocidade máxima na linha em questão, impulsionando o lançamento do novo trem.

Todos os trens de alta velocidade chineses são elaborados para atingir velocidades de até 350 km/h, contudo, seis anos atrás as autoridades do país decidiram diminuir o limite para 300 km/h.

Nos finais de julho deste ano, foi realizado com sucesso o lançamento do trem Fuxing com consumo de energia 10% menor do que os trens da classe Hexie mesmo quando atingiram 350 km/h. Fonte: Reuters

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Rota Orlando-Miami é finalista em projeto de trem de alta velocidade

O projeto do Hyperloop One, um trem de alta velocidade que será movido à energia elétrica e viajará a cerca de 1.200 quilômetros por hora entre Orlando e Miami em 26 minutos está a um passo de se tornar realidade. Na semana passada foram anunciados os trajetos escolhidos para participar da próxima etapa de desenvolvimento e entre os dez escolhidos para a final está a rota da Flórida.


Agora, cada uma das cidades agora receberá recursos para ajudar a desenvolver estudos de viabilidade para as regiões. O Hyperloop One, projeto que começou com um esforço privado e foi lançado pela primeira vez em 2013 pelo bilionário Elon Musk, CEO da empresa automotiva Tesla, tem quatro representantes dos Estados Unidos . “O Hyperloop One Global Challenge começou como um apelo à ação para inovadores, engenheiros e sonhadores ao redor do mundo, pessoas que compartilhassem a nossa visão de criar um novo modelo de transporte”, afirmou Shervin Pishevar.

Após o anúncio a empresa confirmou que pretende iniciar os primeiros testes no Hyperloop One ainda este ano. De acordo com o planejamento, a ideia é que os veículos possam transportas cargas a partir de 2020 e, no ano seguinte, isso se expanda também para passageiros.


Imagem: Instagram HyperloopOne.

A proposta de 257 milhas de Orlando para Miami é a segunda mais curta dos 10 finalistas e perde apenas para o projeto da Índia, de 208 milhas entre Bengalaru e Chennai.

As propostas adversárias de Miami-Orlando na última etapa são as seguintes: Cheyenne-Denver-Pueblo (EUA), Chicago-Columbus-Pittsburgh (EUA), Dallas-Houston (EUA), Edinburgo-Londres (Inglaterra), Glasgow-Liverpool (Reino Unido), Cidade do México-Guadalajara (México), Bengaluru-Chennai (Índia), Mumbai-Chennai (Índia) e Toronto-Montreal (Canadá). Fonte: Orlando Sentinel/Gazetanews


domingo, 17 de setembro de 2017

A Fepasa e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas bateram o recorde de velocidade no Brasil - 1989

A FEPASA, juntamente com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), estabeleceu, em um trecho retificado entre as cidades de Rio Claro e Itirapina, o recorde de velocidade brasileiro, chegando a 164 quilômetros horários. Os trabalhos de medição foram realizados no próprio trem, em um carro Budd 800 modificado como laboratório. Este foi o primeiro e único passo dado para a implantação dos trens rápidos no Brasil, infelizmente jamais efetuados.


O futuro parecia promissor: Na manhã de 16 de maio de 1989, o trem elétrico estabeleceu o recorde de velocidade sobre trilhos. O governo de Orestes Quércia buscou efetuar melhorias na estatal paulista, mas vários fatores, entretanto, culminaram em seu fim. Fonte: Divulgação


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

O Trem Hyperloop já atinge 308 km/h em teste

O trem futurista Hyperloop, conhecido como “trem supersônico”, atingiu a velocidade de 308 km/h em um teste no ultimo dia 29 ao passar por um tubo de 500 metros no deserto de Nevada, Estados Unidos.


A empresa Tesla Motors, responsável pelo Hyperloop, informou que o tubo sem ar foi despressurizado ao equivalente do ar a 200 mil pés acima do nível do mar (cerca de 60 km). O veículo, apelidado de XP-1, deslizou acima da pista usando a técnica de levitação magnética, o que limita o efeito aerodinâmico e, teoricamente, permite uma velocidade máxima de 760 mph (1223 km/h). Fonte: Hyperloop

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Tecnologia de estruturas utilizadas em todo o mundo em testes no Reino Unido

A Universidade de Heriot - Watt de Edimburgo está realizando testes para ver se a tecnologia de estruturas utilizada em todo o mundo é adequada para a construção de uma estação ferroviária de alta velocidade no Reino Unido. A universidade disse que acredita que o teste é o primeiro de seu tipo no Reino Unido.


Oito seções da tecnologia fornecidas pelo fabricante alemão Max Bögl estão sendo usadas para conduzir ensaios na instalação do Geopavimento e Testes de Fadiga Acelerada Ferroviária (GRAFT) da universidade - uma das duas únicas instalações de teste no Reino Unido.

A instalação GRAFT pode imitar a velocidade e as cargas dinâmicas de um trem de alta velocidade e simular o desgaste equivalente a anos de serviço regular de passageiros.

A pesquisa se concentrará no desenvolvimento de dois "novos sistemas de substituição de aterro", que poderiam reduzir o custo de construção e melhorar o desempenho.

A Universidade Heriot-Watt, que trabalha junto à Universidade de Leeds, recebeu financiamento do Conselho de Pesquisa de Engenharia e Ciências Físicas (EPSRC) para conduzir o projeto de Redução de Custos de Estradas de Ferro com Sistemas Préformados (LOCORPS). Fonte: Universidade de Herio Watt de Edimburgo



sábado, 9 de setembro de 2017

Trem em operação poderá alcançar 400 km/h

Com uma velocidade máxima de 350 quilômetros por hora, os trens da Fuxing ultrapassarão os trens de alta velocidade mais rápidos existentes na China, com sua velocidade máxima de 300 km/h. De acordo com a Xinhua, os trens Fuxing podem ir ainda mais rápido e ter uma velocidade máxima de 400 km/h.


Após a linha Pequim-Xangai, os trens Fuxing serão colocados em operação na área Pequim-Tianjin-Hebei, servindo 10 paradas na região, incluindo Tianjin, Baoding e Shijiazhuang, informou a emissora estadual CCTV , citando a China Railway.

A nova rede de trem de alta velocidade é, segundo notícias, dos esforços da China para se manter à frente de países como Japão, Alemanha e França. De acordo com a China Railway, a operadora estatal, cerca de 600 milhões de passageiros viajam na linha Beijing-Shanghai, que foi inaugurada em 2011.

A linha também é dita ser uma das mais rentáveis ​​na China, com um lucro estimado de 6,6 bilhões de yuans (cerca de US $ 1 bilhão) em 2015. O país, que foi estimado em gastar US $ 360 bilhões em trilhos de alta velocidade, tem a rede ferroviária de alta velocidade mais longa do mundo de mais de 22.000 quilômetros, que é cerca de 60% do total mundial. Fonte: Reuters



segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Novos trens de alta velocidade de Chicago para St. Louis

Os trens de alta velocidade da Amtrak recebem novas locomotivas que devem começar a operação entre Chicago e St. Louis em algum em 2018. Os novos trens reduzirão o tempo de viagem de 5 para 4 horas e meia hora, explicaram os executivos IDOT e Amtrak.


Com a modernização, os clientes "terão viagens mais suaves, estações atualizadas, cruzando e melhorando sinais de segurança, (e) garantias de melhor desempenho no tempo", disse o secretário do Departamento de Transportes de Illinois, Randy Blankenhorn, em uma inauguração da Union Station.

Antes da construção da nova linha, os trens foram pontuais de 40 a 70% do tempo. Uma vez que o projeto esteja completo, os trens serão capazes de aumentar a pontualidade pelo menos 85% do tempo, disseram os planejadores IDOT. Fonte: DH/Marni Pyke



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...