Postagens

Estacão de Wuhan - China

Imagem
Wuhan Railway Station está localizado no extremo leste de Yangchunhu Lake em Wuhan, na China, na fronteira entre Qingshan e Hongshan, e ao lado do Rodoanel 3. É uma das estações da ferrovia Wuhan-Guangzhou de alta velocidade. Concluído em dezembro de 2009, a estação tem 11 plataformas e 20 faixas. Ele serve a linha Pequim-Hong Kong, a linha de passageiros Xangai, Wuhan, Chengdu, e os trens Zhengzhou-Jiujiang. A construção da estação começou em setembro de 2006, e foi concluída em dezembro de 2009 a um custo de 2 bilhões de dólares, incluindo atualizações para infra-estrutura ao redor. A área total da construção da estação é 370.860 m2. O arco principal se estende por 116 metros e o ponto mais alto tem 58 metros acima do solo. Fonte: Divulgação

Tecnologia sem fio em reboques e manobras

Imagem
Limite suas emissões, aproveite a eficiência com novos padrões na tecnologia de reboques. Sem emissões, operação em qualquer zona de trabalho graças à unidade elétrica, equipamento patenteado de orientação ferroviária.  Use o Zagro E-Maxi para realizar trabalhos de derivação na ferrovia, operações, transporte público e serviços industriais em trechos de trilhos abertos ou cobertos e de nível uniforme. O motor ferroviário foi projetado para operação combinada com baterias, significa operação livre de emissão CO2 nos trilhos. Fonte: Zargo

CRH China teste em diversos tipos de clima

Imagem
Um trem CRH é testado em vários tipos de clima antes de entrar em operação. O teste foi executado em uma paisagem coberta de neve no Inter-city linha ferroviária de alta velocidade Changchun-Jilin na China. A construção foi concluída nove meses antes do previsto, e a linha entrou em operação no dia 10 de janeiro de 2011.  Hoje a China é um grande exportador de sua tecnologia sobre trilhos, exportando para diversos países, inclusive para o Brasil. Fonte: CRH

Trem de Alta Velocidade - TGV Duplo Decker

Imagem
Se impressione, mas você verá no vídeo um trem TGV de dois andares, Double Decker, muito lindo e rápido. Uma visão rápida para iniciantes para viajar em um TGV na França alcançando mais de 300 Km /h double-deck de alta velocidade, o TGV Duplex é excelente. Este vídeo mostra primeiro e segundo assento da classe em ambos os decks superior e inferior, o carro café-bar, e explica arranjos bagagem, banheiros, tomadas de corrente e assim por diante. O TGV Duplex mostrado aqui é o de Zurique-Paris 11:34 TGV Lyria-, e é a mais recente geração conhecida como a Euroduplex, equipado de vincular a França com os países vizinhos. Os mais antigos Duplex TGV usados ​​em serviços domésticos franceses, como Paris-Marselha-Cannes-Nice tem decoração interior diferente, mas um layout similar. Outras rotas em que você vai encontrar TGV Duplex em alguns ou todos os serviços incluem Paris-Nimes-Perpignan-Narbonne-Figueres (para o Barcelona), Paris-Genebra, Paris-Stuttgart, Frankfurt-Marselha.

Despache seu carro no trem até sua cidade destino

Imagem
Na Europa existe a possibilidade de colocar na véspera da sua viagem, o seu carro dentro de um trem e no dia seguinte encontrá-lo à sua espera na cidade de destino. Por exemplo, a viagem Paris Marseille de carro dura em torno de oito horas. São oito horas de monotonia, de auto-estradas onde não se vê nada a não ser postos de gasolina. O que faço?  Na véspera da viagem entrego o carro à SNCF, no dia seguinte pego o TGV, faço este mesmo percurso em três horas e quando chego a Marseille, meu carro já está lá me esperando. Para um carro de tamanho médio, o preço deste serviço gira em torno de 250 euros. O que eu iria gastar com gasolina e pedágio seria um pouco menos que este valor. Mas o conforto e a segurança desta viagem de train+auto vale a pena o acréscimo no preço. Fonte: SNCF

Tecnologia sobre trilhos na mobilidade urbana

Imagem
Em vários países do mundo podemos contar com os diversos modais sobre trilhos, os veículos leves sobre trilhos mais conhecidos como VLTs, Trens de alta velocidade, Metrôs, Trens intercidades e Trens metropolitanos. Os transportes sobre trilhos são ideais para grandes centros urbanos pela sua alta capacidade de transportar mais passageiros com menor intervalo entre as composições com muita segurança, graças ao automatismo de segurança embarcado nas composições.  Existe um dispositivo eletrônico que pode detectar qualquer falha antecipadamente na condução ou velocidade das composições freando antecipadamente até sua parada total. Na foto um TGV e um VLT na França. Fonte: TAV Trilhos Foto: Divulgação

O trem mais rápido do mundo - Bugatti

Imagem
Ettore Bugatti até hoje está associado a carros ultrarrápidos, o próprio Chiron de 1.500 cv é a prova que o sobrenome sobreviveu ao criador. Só que o fabricante também bateu recorde de velocidade nos trilhos, quando criou o trem WR em 1932. A sigla Wagon Rapide não poderia ser mais literal: era um verdadeiro vagão rápido de 21 metros e não uma locomotiva com vários vagões. Era uma proposta de transporte ligeiro ligando um município ao outro. A mecânica era igualmente incomum, fruto do gênio criativo de Ettore, que acumulou mais de 1.000 patentes antes de 1947, quando faleceu. O WR usava quatro motores de Bugatti Royale Type 41, cada um deles com 12,75 litros de deslocamento. O fato é que a crise de 1929 havia derrubado a economia do mundo inteiro e criar trens com a mesma motorização do Royale poderia ser a saída para dar fim aos oito cilindros em linha já produzidos. O WR Bugatti Presidencial foi conservado, mas é o único sobrevivente Foto: Hugh LLewelyn Fonte: Divulgação

Trem AGV Alstom

Imagem
O presidente da marca lendária Ferrari Luca Cordero di Montezemolo, passou a ser entre os acionistas da primeira operadora privada europeia de trens de alta velocidade, Nuovo Trasporto Viaggiatori (NTV), junto com seu amigo Diego Della Valle, proprietário da empresa de bens de luxo Tod. Fundada em 2006 como a União Europeia mudou-se para abrir o transporte ferroviário à concorrência no mercado, NTV investiu € 1 bilhão ($ 1,7 bilhão) para agitar a viagem de trem na Itália, com a promessa de viagens rápidas e serviço de luxo sob a marca Italo a partir de março 2012.

Trem autônomo com 5G que atinge até 350 km/h

Imagem
A China revelou nessa semana um novo modelo de trem-bala, o Fuxing, que promete ser o primeiro trem-bala autônomo de alta velocidade no planeta. Feito para os Jogos Olímpicos de Inverno, que começam no próximo dia 4 de fevereiro, o veículo atinge uma velocidade máxima de 350 km/h e traz a bordo um estúdio completo de transmissão 5G para os jornalistas que vão participar do evento. "Ter tanta tecnologia avançada reunida nesse trem e apresentá-lo ao mundo mostra os pontos fortes da China em termos de sistema ferroviário”, disse Zhu Yan, vice-diretor do Centro de Pesquisa de Engenharia da Changchun, fabricante responsável pelo veículo autônomo. “Certamente, dará um impulso nas exportações.” O Fuxing possui espaço para 564 pessoas e oito vagões. No entanto, de acordo com a operadora ferroviária estatal da China, o trem-bala autônomo só atenderá com metade da capacidade, em razão das restrições impostas pelo governo devido à pandemia de Covid-19. A função principal do Fuxing é levar os

Em parceria com a Alstom, Siemens e Bombardier, China lança trem que chega até 350 km/h

Imagem
O trem expresso de passageiros que liga Guangzhou a Wuhan na China, inaugurado no sábado, é tipo o trem-bala ligando Rio de Janeiro e São Paulo, com uma diferença importante: ele existe. E, com velocidade média de 350 km/h, é a partir de agora o mais rápido do mundo. O trem de passageiros (que tem velocidade máxima de 394.2 km/h) foi desenvolvido em parceria com empresas estrangeiras como Siemens, Bombardier e Alstom. Os outros trens muito rápidos vão bem mais devagar, segundo os chineses, com velocidade média de 277 km/h (o TGV francês) e 243 km/h (o trem-bala japonês). Quando estive no Japão este ano, me disseram que eles só não fazem algo mais rápido porque não está claro quais os riscos para a saúde dos passageiros, especialmente quem tem marcapasso. Outra coisa importante: quando passa por dentro das cidades, o trem-bala do Japão diminui um pouco a velocidade para fazer menos barulho. Educado, ele. O percurso completo do trem rápido chinês cobre 1.068 Km, e é a primeira parte do p

Eurostar testa identificação biométrica

Imagem
A Eurostar, operadora de trens de alta-velocidade que liga Dover com Paris, Lille e Bruxelas, iniciou testes com sistema de autenticação biométrica facial SmartCheck, permitindo que os passageiros que vão embarcar na London St Pancras International concluam a verificação segura de bilhetes e verificações em seus dispositivos móveis antes da viagem. Os titulares de bilhetes Business Premier e Carte Blanche podem escanear sua documentação de identidade usando um telefone celular antes de chegar à estação e, em seguida, fazer uma breve varredura biométrica de rosto para verificar se são o verdadeiro titular do documento.

Cabine da Automotriz de Grande Velocidade - AGV Alstom

Imagem
O AGV é o trem de altíssima velocidade mais econômico do mercado em termos de custos de consumo de energia e manutenção. O AGV é o primeiro trem de altíssima velocidade da gama Avelia a ser totalmente projetado para um mercado internacional, embora tendo plenamente em conta as preocupações ambientais. Pode ser operado em velocidades de até 360 km/h em total segurança. O AGV combina a filosofia de design bem estabelecida do TGV e 30 anos de experiência tecnológica em ferrovia de alta velocidade com a inovação, composições articuladas, energia distribuída, motores de ímã permanente, frenagem eletrodinâmica com recuperação de energia.

Trem de alta velocidade francês completa 40 anos e se reinventa em modelo mais ecológico

Imagem
O trem de alta velocidade francês, conhecido pelas iniciais TGV, completa 40 anos em 2021, com 3 bilhões de passageiros transportados em quatro décadas.  A companhia ferroviária SNCF aproveitou a data comemorativa para apresentar ao público,  uma maquete em tamanho real do "TGV M", como vai se chamar a versão modernizada do trem de alta velocidade que entrará em circulação em 2024.

Trens de alta velocidade em pátio de manutenção - China

Imagem
A neve geralmente não é um problema para os trens de alta velocidade, eles possuem um verdadeiro aparato que os habilitam trafegar com extrema segurança com esse tipo de clima tão intenso e severo em alguns países mais frios cujo o inverno são mais castigados.  Na foto abaixo trens de alta velocidade em parada temporária em uma estação de manutenção em Hefei, província de Anhui, leste da China. A neve interrompeu o transporte ferroviário em algumas áreas de Anhui. Alguns trens influenciados pela queda de neve costumam fazer parada técnica no pátio de manutenção que fica em Hefei para fornecer energia e proteção ao inverno. Fonte:  Xinhua/Guo Chen

Trem de Alta Velocidade, Bragança, Braga e Viana do Castelo

Imagem
A leitura mais completa de um relatório do Tribunal de Contas da União Europeia sobre linhas de alta velocidade, que na época era manchete sobre a ineficiência de alguns caminhos construídos na Europa, lança luz sobre o efeito territorial que a infraestrutura para mobilidade de longa distância em algumas das áreas menos povoadas da Europa.  Obviamente, províncias como Zamora e Ourense, com sérios problemas de despovoamento, se beneficiarão de uma conexão de alto desempenho, não apenas com Madri, mas com todas as cidades ligadas à rede de alta velocidade. O relatório, no entanto, destaca-se a capacidade de penetração do novo eixo ferroviário em Portugal, principalmente nos distritos nordestinos (Vila Real e Bragança), com maiores problemas demográficos e de mobilidade, mas também nos mais próximos do litoral, como Braga e Viana do Castelo. O estudo desta instituição comunitária baseia essa consideração no fato de que boa parte desses territórios fica a menos de uma hora de

Ligação Lisboa-Madrid TGV

Imagem
O ministro das Infraestruturas anunciou esta terça-feira que a ligação ferroviária de alta velocidade entre Lisboa e Madrid estará concluída até dezembro de 2023. Numa audição por videoconferência na comissão de Transportes e Turismo do Parlamento Europeu, Pedro Nuno Santos disse aos eurodeputados que “a ligação entre Lisboa e Madrid está já a ser construída, está em execução. Prevemos, até final de dezembro de 2023, termos uma ligação entre Lisboa e Madrid em alta velocidade”. Respondendo às interpelações dos eurodeputados sobre o plano do Governo para o setor da ferrovia, o governante fez questão de sublinhar que “há mais país para além das capitais e que, por isso, a ligação Lisboa-Madrid não é a única prioridade do Governo português”. “Nós não nos podemos esquecer em nenhum momento é que, quando estamos a fazer novas linhas de alta velocidade, a par da nova ligação entre as capitais, temos também de ligar o nosso território”, sublinhou Pedro Nuno Santos. Por essa razão, prossegue,

PROSPER VLT, DA MARCOPOLO RAIL, INICIA FASE DE TESTES PARA HOMOLOGAÇÃO

Imagem
- Projeto, resultado da parceria entre Marcopolo Rail e Giordani Turismo entra em fase final de testes dinâmicos para homologação do veículo e obtenção do Atestado de Capacidade Técnica. - Testes devem acontecer nos trilhos da Maria Fumaça - Trem do Vinho entre setembro e outubro, sempre à noite. A Marcopolo Rail, divisão de negócios da Marcopolo destinada à fabricação de produtos metroferroviários, com o apoio da Giordani Turismo, inicia a operação dos testes de comissionamento do Prosper VLT. Os testes serão realizados no mesmo trajeto onde acontece o tradicional passeio da Maria Fumaça, em Bento Gonçalves. A chegada do Prosper VLT à Estação está prevista para ocorrer no dia 9 de setembro. A partir desta data, até meados de outubro, a empresa fabricante será a responsável pelos testes do veículo que serão realizados das 22h às 6h, no trecho entre Bento Gonçalves e Carlos Barbosa - percurso do tradicional passeio da Maria Fumaça - Trem do Vinho, da Serra Gaúcha. “Os testes fazem parte

Amtrak firma contrato com a Siemens

Imagem
WASHINGTON - A Amtrak está contratando a Siemens Mobility Inc ., sediada na Califórnia, para fabricar uma nova frota de até 83 trens modernos multi-motorizados que serão aproveitados para serviços estaduais e do nordeste, com mais opções para até 130 trens adicionais para apoiar o crescimento da Amtrak planos. A nova frota oferecerá comodidades ferroviárias modernas que atendem melhor aos clientes da Amtrak. “Esses novos trens remodelarão o futuro das viagens ferroviárias, substituindo nossa frota envelhecida de 40 a 50 anos por equipamentos de última geração feitos nos Estados Unidos”, disse Bill Flynn, CEO da Amtrak . “Este investimento é essencial para preservar e aumentar nossos serviços regionais e estaduais do Nordeste e permitirá que nossos clientes viajem com conforto e segurança, ao mesmo tempo reduzindo profundamente os poluentes critérios.” O novo equipamento operará no Corredor Nordeste, Palmetto de longa distância e várias rotas apoiadas pelo estado que substituirão Amfle

Trem DB tratado com anticongelantes

Imagem
Na fábrica de Berlin-Rummelsburg trens com excesso de gelo podem agora serem descongelados em menos de 24 horas. A diminuição do tempo de oficina melhoraram significativamente, devolvendo os trens mais rapidamente prontos para serem utilizados novamente. Em Frankfurt, o tratamento preventivo dos trens testados com anticongelante adiantam o processo. A frota de removedores de neve foi aumentada. A remoção de neve nas plataformas e vias serão monitoradas via GPS. Na Europa a neve não é um entrave operacional e sim faz parte do trabalho cotidiano operacional. Fonte: DB

Ferrovia de alta velocidade Beijing-Shanghai tem 1,35 bilhão de viagens de passageiros em 10 anos

Imagem
Beijing, 22 jun (Xinhua) - O China State Railway Group Co., Ltd revelou que 1,35 bilhão de viagens de passageiros foram feitas com segurança na ferrovia de alta velocidade Beijing-Shanghai desde que ela entrou em operação há 10 anos . Em seu dia mais movimentado da última década, 666 trens foram colocados em operação na via férrea. Já a maior contagem diária de passageiros atingiu cerca de 798 mil, de acordo com o grupo. Em 2019, a ferrovia de alta velocidade Beijing-Shanghai realizou um recorde de 210 milhões de viagens de passageiros, ou 9,3% do tráfego neste tipo de transporte, mesmo com apenas 3,7% da malha ferroviária de alta velocidade em operação. A ferrovia também se manteve lucrativa desde 2014, de acordo com a Beijing-Shanghai High Speed Railway Co., Ltd. O lucro líquido da empresa aumentou anualmente em média 39,4% entre 2014 e 2019. Em 2020, a ferrovia permaneceu no azul, apesar do impacto da COVID-19. Ligando a capital Beijing ao centro econômico costeiro oriental de Shang