domingo, 31 de dezembro de 2017

Testes iniciais do Brightline

Os trens não estarão transportando passageiros. A empresa disse que o serviço simulado inclui 10 trens de norte e 10 trens para o sul que funcionam diariamente ao longo da linha FEC entre a 15ª rua em West Palm Beach e Broward Boulevard em Ft. Lauderdale.

Os trens da Brightline devem começar a transportar passageiros entre a West Palm Beach e Fort Lauderdale este mês , com o serviço de Miami para começar no primeiro trimestre de 2018, de acordo com uma análise de uma emissão de títulos de US $ 600 milhões que a empresa planeja usar para ajudar a pagar para o projeto.

O começo de dezembro ocorre cinco meses após a data de lançamento original da Brightline, que pediu que o serviço comece no verão passado na rota de 30 minutos entre o centro da cidade de West Palm Beach e Fort Lauderdale. Uma série de questões atrasaram o lançamento do projeto.







quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Testes de tecnologia em trem de alta velocidade no laboratório do Instituto de Mecânica da Academia Chinesa de Ciências

Este clip mostra testes de tecnologia de trem de alta velocidade no laboratório do Instituto de Mecânica da Academia Chinesa de Ciências em Pequim. A plataforma experimental tem 274 metros de comprimento, a maior plataforma do mundo de seu tipo para realizar testes e experimentos em aerodinâmica de trens de alta velocidade a 500 quilômetros por hora.


Nos próximos cinco anos, a China desenvolverá infraestrutura para trens de alta velocidade com uma velocidade de 400 quilômetros por hora, bem como trens maglev que podem viajar a 600 quilômetros por hora.

Verifique o vídeo para experimentar um trem testado a 250 km por hora ao longo da plataforma experimental. Quão rápido pode o trem de alta velocidade da China? Fonte: CGTN Foto: Xinhua




segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

LTE-R é uma rede de voz e dados de alta velocidade - Samsung

As Olimpíadas de Inverno será na Coréia do Sul em 2018, é a desculpa perfeita para refinar as tecnologias antigas e mostrar as novas para os visitantes que descerão no país no início do próximo ano. Hoje, a Samsung anunciou que, em parceria com a empresa coreana de telecomunicações KT, a primeira rede LTE-R do mundo em um trem de alta velocidade.


O novo trem de alta velocidade Wonju-Gangneung pode viajar até 155 milhas por hora em um trecho 75 quilômetros de comprimento. Foi construído para os visitantes dos Jogos Olímpicos de Inverno, como o comunicado de imprensa afirma que o trem "proporcionará ao público um acesso mais rápido e mais fácil às maiores instalações desportivas de inverno da Coréia, incluindo PyeongChang". O LTE-R funcionará em todas as sete estações da linha e funciona com tecnologias antigas mas eficiente, como o Sistema de Rádio Trunked, os sistemas VHF e a rede de segurança pública (PS-LTE).

LTE-R, ou LTE-Railway, é um sistema de comunicação sem fio para conectar aqueles que operam e trabalham em trens com aqueles no controle de tráfego e pessoal envolvido. Permite uma comunicação e sinalização rápida e confiável, superando os desafios de usar uma rede LTE em alta velocidade. Ele inclui recursos como o Push-to-talk crítico de missão ou MCPTT e uma rede central dedicada para operar o serviço.

A Samsung é o fornecedor de cinco projetos LTE-R diferentes na Coréia do Sul. A tecnologia já está em vigor na linha Busan Metro, que foi lançada em abril de 2017. Esta é a primeira aplicação da tecnologia para uma linha de trem de alta velocidade. Fonte: Samsung/Stanislav Varivoda/TASS


quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Novo teste do Hyperloop quebra recorde de velocidade - 385 km/h

Na semana passada, um tubo de vácuo construído para que as tecnologias que serão aplicadas ao Hyperloop pudessem ser devidamente testadas, situado num deserto em Nevada (EUA), foi cenário de novos testes. Com uma cápsula de 8,5 metros dentro do tubo de vácuo que apresenta um percurso de pouco menos de meio quilômetro, um novo recorde de velocidade foi alcançado: o vagão tech chegou a se deslocar com rapidez superior a 385 km/h. A maior velocidade já atingida pela criação de Musk havia sido 355 km/h, durante um teste ocorrido em julho desse ano, também extremamente bem sucedido.


Como sempre associamos, por segurança, que velocidade é um problema para o deslocamento urbano, pois seu excesso gera acidentes e mortes no trânsito todos os dias e em todo o mundo, sentimos que o futuro realmente chegou quando pensamos na possibilidade de nos deslocarmos de forma tão rápida e segura.  Fonte: Hyperloop




domingo, 17 de dezembro de 2017

Irmão mais novo do Alfa Pendular aumenta frota

Os primeiros quatro dos 17 comboios Evo Pendolino fornecidos pela Alstom ao operador de alta velocidade da NTV, de acesso aberto da Itália, entraram em serviço em 7 de dezembro, entre Roma e Veneza.


Com o início do novo cronograma em 10 de dezembro, a NTV conseguiu aumentar o número de serviços diários em sua rede de 56 a 68. A freqüência do trem será intensificada novamente em 2018 para 90 trens por dia quando a entrega da frota Evo tiver completada.

Os 17 trens ETR 675 Evo estão sendo adicionados aos 25 trens AGV 300 km/h da NTV também fornecidos pela Alstom. "Os 17 novos trens Italo Evo aumentarão nossa frota em 65%", diz o presidente da NTV, Luca Cordero di Montezemolo. "Eles permitirão mais serviços, mais conexões e a chance de recrutar novos funcionários jovens, bem como ter novas linhas e novas paradas. Este é um grande desafio que enfrentaremos com grande entusiasmo, como sempre fizemos ".

Os serviços na rota principal de Roma - Milão serão intensificados em 2018 de 40 para 50 por dia, com trens a intervalos de 30 minutos pela tarde pela primeira vez.

A NTV lançará uma nova rota no próximo ano, de Turim, via Milão e Verona a Veneza, com alguns trens estendidos a Trieste. Também trens para Bolzano pela primeira vez. Fonte: Italo




terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Linha de alta velocidade mais moderna da Alemanha foi inaugurada

A linha de alta velocidade mais moderna da Alemanha, que liga Berlim a Munique, foi inaugurada na sexta-feira, 8 de dezembro, na presença da chanceler federal Angela Merkel, do ministro federal Christian Schmidt e dos chefes dos governos junto com o presidente da Deutsche Bahn Richard Lutz e muitos representantes das ferrovias e da política. A inauguração incluiu o funcionamento de dois trens especiais e uma cerimônia oficial em Berlim.


Com a conclusão da seção de linha de alta velocidade entre Erfurt e Ebensfeld (perto de Bamberg), o último elo perdido dos ambiciosos projetos de transporte denominados "Unidade Alemã" ("Deutsche Einheit") foi concluído. De acordo com o novo cronograma a partir de 10 de dezembro, 35 composições ICE serão executadas todos os dias nesta nova linha com um comprimento de mais de 500 km. Fonte: ICE/UIC


segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Esmerilhadora de alta velocidade Vossloh Rail Services - Tecnologia até 100 km/h

A CRM Vossloh Rail Services, ganhou um contrato para realizar manutenção em linha de alta velocidade (HSG) são 1.300 km de Pequim - Xangai linha de alta velocidade. Sob o acordo, um Trem Esmerilhador de Trilhos Vossloh HSG projetado para a operação na China, de acordo com a Vossloh, o contrato representa a primeira vez que uma empresa privada foi escolhida para manter rede ferroviária de alta velocidade da China.


Vossloh Rail Services membro do conselho de gestão de Marcel Taubert disse: "A partir daqui, e em conjunto com o nosso parceiro chinês, pretendemos gradualmente estender nossos serviços para cobrir outras partes da rede ferroviária chinesa." Em comparação com a velocidade de 5 km/h-15 km/h de Trem Esmerilhador convencional, o novo trem HSG será capaz de trabalhar à velocidades de cerca de 80 km/h.

O HSG incorpora equipamentos rotativos que utilizam a velocidade de operação elevada do veículo para produzir a energia cinética requerida para esmerilhar. O novo trem vai ajudar a operadora da linha, a China Railway de alta velocidade, para reduzir a interrupção na linha.

A Vossloh Rail Services já prestou serviços HSG para a Deutsche Bahn (DB) na Alemanha, Ferroviária Federal austríacos (ÖBB), Ferrovias Federais Suíças (SBB) e Banedanmark. Fonte:Vossloh



quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Trens diretos no corredor ferroviário de alta velocidade para as cidades da NCR

Os passageiros que viajam de Delhi, Gurgaon, Ghaziabad, Meerut, Panipat e Alwar para qualquer um desses destinos não terão que trocar de trens, uma vez que a rede ferroviária de alta velocidade proposta que liga as cidades da NCR torna-se operacional em cerca de sete a oito anos.

A National Capital Region Transport Corporation Limited (NCRTC), que está implementando o Sistema Regional de Transporte Rápido (RRTS), está trabalhando em um plano para executar trens ponto a ponto para esses destinos.


O sistema de interconectividade será diferente do Metrô de Delhi, onde os passageiros precisam mudar trens para chegar a diferentes destinos em diferentes linhas.

O NCRTC, que está executando o projeto, encomendou um estudo para descobrir quantas pessoas viajam entre essas cidades e o modo de viagem que usam.

Inicialmente, sob o RRTS, três corredores - Delhi-Meerut, Delhi-Panipat e Delhi-Alwar  foram propostos com Sarai Kale Khan em Delhi como um centro de intercâmbio.

Agora, a NCRTC planeja executar trens em todas as três direções dos pontos de origem. Para finalizar a frequência, a corporação realiza o estudo do padrão de trânsito. O Sistema de Trânsito Multi-Modal Integrado de Delhi (DIMTS) está conduzindo o estudo.

A velocidade de projeto do corredor ferroviário é de 180 km/h, enquanto a velocidade operacional é de 160 km/h. A velocidade média é de 100 km/h. O trem deve estar disponível a cada 5 a 10 minutos. Fonte: Faizan Haidar - Hindustan Times - Nova Deli



sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Trens para os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Pyeongchang 2018

A linha deve ser oficialmente aberta em 1 de dezembro e fornecerá uma ligação entre Pyeongchang, Jeongseon e Gangneung. Os trens de oito carros e possuem 410 assentos, de acordo com a Korea.net.

Os trens vão parar em 10 estações, incluindo a capital da Coréia do Sul Seul e irão até a parada final em Gangneung. Gangneung será a cidade onde os esportes no gelo serão realizados nos Jogos.
Espera-se que a viagem de Seul para Gangneung levará pouco menos de duas horas.


Durante os próximos anos, um trem de sentido único levará os visitantes diretamente do Aeroporto Internacional Incheon até Pyeongchang, Jinbu e Gangneung. Espera-se que isso permita aos fãs chegarem rapidamente a locais que organizam competição esportiva. Fonte: Korea Net


segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Vídeo mostra 1º teste do Hyperloop, sistema que quer transportar pessoas por tubos a 1.200 km/h até 2021

O sistema do Hyperloop, que busca mudar radicalmente o transporte público em um futuro próximo, demonstrou uma capacidade impressionante de aceleração, em primeira prova feita na semana passada no deserto de Nevada, nos EUA. A cápsula, protótipo do equipamento que levaria pessoas por meio de tubos, alcançou 187 km/h em 1,1 segundo.


A equipe do projeto, que é coordenado pelo fundador da companhia de carros elétricos Tesla, Elon Musk, estima começar a transportar carga a 1.200 km/h em 2019. O transporte de passageiros começaria a operar em 2021. A empresa estima que poderá viajar entre Los Angeles e San Francisco, a primeira linha que planeja construir de aproximadamente 600 km em 30 minutos. "É real. Está acontecendo", disse o diretor-executivo da Hyperloop, Rob Lloyd. A tecnologia usa cápsulas que se deslocam em um ambiente de baixo atrito com imãs e eletricidade. Fonte: BBC Brasil/Hyperloop



domingo, 19 de novembro de 2017

Amtrak Acela - EUA

O Acela da Amtrak, é um trem de alta velocidade americano que atinge 250 km/h, liga as cidades de New York a Boston. Com conforto superior, amenidades de luxo, serviço profissional polido, a velocidades de até 250 km/h, é uma alternativa cada vez mais utilizada nos transportes de passageiros na América do Norte.

O Acela Express oferece um serviço de hora em hora para o centro durante o pico da manhã e da tarde, horário de pico entre Nova York, Washington, DC, Baltimore, Filadélfia e outras cidades intermediárias, assim ida e volta entre Nova York e Boston. Fonte: Amtrak



domingo, 12 de novembro de 2017

Trens de Alta Velocidade transformam positivamente a região

Os trens de alta velocidade em Kent ajudaram a transformar a economia do município e trouxeram milhões de libras em investimentos e empregos, disseram os organizadores na conferência.

O evento marcou o 10º aniversário do serviço e a primeira década desde o início dos trabalhos de manutenção da Hitachi em Ashford. Especialistas da indústria e outros ouviram uma avaliação otimista e positiva do impacto do HS1.


Fonte: Hitachi

domingo, 5 de novembro de 2017

TGV`s em Alta Velocidade - Filmagem

Os trens de alta velocidade na França, também conhecido como TGV, alcançam em geral uma velocidade de cruzeiro de até 320 km/h com total segurança, graças as tecnologias embarcadas, via permanente entre outras. 


Podemos citar umas das principais tecnologias embarcadas que é a sinalização automática nas cabines dos trens. Ela impede que um trem possa trafegar em possível rota insegura ou de colisão, freando o trem em emergência até a velocidade zero. O sistema é amplamente utilizado nas ferrovias pelo mundo. Fonte: SNCF/TAV TRILHOS



sábado, 4 de novembro de 2017

É assim que funcionam os simuladores de condução ferroviária

Ser maquinista não é uma tarefa fácil. A segurança dos viajantes é primordial na execução de seus deveres e, portanto, profissionais e aprendizes devem passar pelos simuladores de treinamento de de condução de trem.


No total, em toda a geografia nacional, a Renfe tem 41 simuladores que permitem o treinamento em condições adversas, lida com situações extremas, a repetição de exercícios, bem como a assimilação de conceitos. Circunstâncias difíceis de reproduzir na realidade que fazem com que nossos engenheiros tenham o treinamento mais completo possível. Fonte: Renfe



sexta-feira, 27 de outubro de 2017

O AVE continua a ganhar a batalha no corredor Madrid-Barcelona

O AVE continua a ganhar a batalha no corredor Madrid-Barcelona. O trem de alta velocidade expandiu no verão sua vantagem sobre o transporte aéreo. Nos últimos meses de julho, agosto e setembro, o AVE Madrid-Barcelona levou 977.923 passageiros, 7,7% a mais do que no mesmo período do ano anterior. Pelo contrário, o mercado aéreo fechou esses três meses de verão com uma diminuição dos viajantes de 0,2%, totalizando 519,521 passageiros, de acordo com dados da Renfe e da Aena.


O trem rápido aumentou sua ocupação na linha Madrid-Barcelona em julho, 9,17% (365.835 viajantes); 6,21% em agosto (253.807 passageiros) e 7,5% em setembro (358.249 passageiros) em relação aos mesmos meses do ano anterior. O avião cresceu apenas 0,5% em julho (194,404 passageiros) e 2% em agosto (128,011), mas caiu 2,44% (200,847) em setembro. Fonte: El País


quinta-feira, 26 de outubro de 2017

CP 161 anos - Portugal

Comemore conosco os 161 anos, no aniversário dos Comboios em Portugal, a 28 de outubro, viaje a 2 € nos comboios urbanos. Celebre conosco os 161 anos dos Comboios em Portugal, junte amigos e família e aproveite o próximo sábado, 28 de outubro, para viajar por 2 €, ida e volta, em todos os nossos comboios urbanos de Lisboa, Porto e Coimbra.


Inspire-se nos nossos roteiros e venha fazer parte da nossa História. Serviços CP: Comboios Urbanos de Lisboa | Comboios Urbanos do Porto | Comboios Urbanos de Coimbra 

A CP E.P.E. é uma entidade pública empresarial detida a 100% pelo Estado.

Como agente ativo da sociedade, a CP assume a responsabilidade de contribuir para o desenvolvimento económico e para a coesão social do país e dos seus cidadãos, através de um bom desempenho da sua atividade comercial.
Com cerca de 115 milhões (em 2016) de passageiros transportados por ano, a CP é uma das mais representativas empresas portuguesas e a maior empresa de transportes terrestres a operar em Portugal. Fonte: CP Foto: Silvério Borges

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Estação London St Pancras International

A estação London St Pancras International é uma das estações de trem mais modernas do Reino Unido. Localizada na cidade de Londres, esta construção vitoriana é a principal estação ferroviária do Eurostar e da alta velocidade no Reino Unido. A London St Pancras International também é um popular ponto de encontro. O salão da St Pancras International é impressionante e, até hoje, a maior estação coberta do mundo!


O famoso relógio da St Pancras Internacional é uma réplica exata do original, criado pela empresa Dent. O original encontra-se armazenado em uma antiga estação ferroviária. A estátua de 9 metros de altura de um casal que se abraça simboliza o romantismo. O maior bar de champagne da Europa fica na London St Pancras International – 110 lugares em mais de 96 metros. Outras lojas e comércios fazem da London St Pancras International um destino em si mesmo.

Os trens que operam na estação fazem as rotas Paris-Londres, Londres-Bruxelas, Londres-Lille, entre outras. Os serviços de trem da East Midlands que saem de Londres para Derby, Leicester, Nottingham, Sheffield e outras cidades menores também usam a London St Pancras International. Fonte: Rail Europe

domingo, 15 de outubro de 2017

Napoli Afragola faz parte de um programa que promove o desenvolvimento econômico no sul do país

Pensada para servir como uma ponte pública urbanizada Com projeto assinado por Zaha Hadid (1950-2016), o serviço ferroviário de alta velocidade conectará as cidades de Bari e Reggio Aalabria com o norte da Itália e com a Europa e permitirá acesso aos portos do sul (Gioia Tauro, Taranto, Bari, Brindisi, Palermo e Augusta). “A nova estação em Afragola é a base do programa de infraestrutura que promove o desenvolvimento econômico no sul”, explicou Paolo Gentiloni, primeiro-ministro italiano, conforme publicado pelo Designboom.


Na construção, as curvas características do trabalho da arquiteta iraniana e a tecnologia dos materiais se destacam. O concreto, por exemplo, tem uma composição específica que permite um desempenho otimizado. Embaixo dessa camada, a estrutura foi feita com unidades de aço pré-fabricado e forma criada com modelos de poliestireno fresado com CNC. Fonte: Mariana Bruno



segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Alstom apresenta o primeiro trem Pendolino de alta velocidade para a NTV, na Itália.

A Alstom e a NTV inauguraram, em conjunto, em 3 de outubro, o primeiro dos 12 trens de alta velocidade Pendolino encomendados pelo operador privado italiano em 2015 e 2016. Este trem faz parte da família Avelia Alstom de trens de alta velocidade que também inclui AGV Italo Trem previamente adquirido pela NTV. A cerimônia ocorreu na Expo Ferroviaria em Milão (Itália) na presença de Graziano Delrio, Ministro da Infraestrutura e Transportes da Itália, Luca di Montezemolo, Presidente da NTV e Flavio Cattaneo, CEO da empresa. 


A última evolução dos trens de alta velocidade Pendolino, o novo rubi vermelho Avelia Pendolino para a NTV, Italo EVO, foi apresentado pela primeira vez ao público antes de entrar em operação no início de 2018. Esses trens, além da frota existente de 25 AGVs, levará a frota da NTV a um total de 37 trens Avelia.

O trem Italo EVO pode atingir a velocidade máxima de 250 km/h, possui um nariz futurista e emblemático que garante um alto nível de aerodinâmica e segurança para o maquinista/condutor. O trem está equipado com um sistema de tração distribuído projetado com alto nível de eficiência de frenagem e regeneração. Além disso, o seu design ecológico e o uso de materiais recicláveis ​​na fase de construção tornam-no ecológico e altamente sustentável. A configuração interior proporciona um alto conforto e uma melhor experiência de passageiros. A principal inovação do trem em relação às gerações anteriores do Pendolino é sua total compatibilidade com a mais recente ETI 2014 regulamentos estabelecidos pela União Européia. Este padrão da UE contribui para garantir altos níveis de segurança e eficiência.

Os trens são produzidos pela Alstom na Itália. Em Savigliano é a responsável pela concepção e fabricação dos trens. Os outros locais envolvidos são: Sesto San Giovanni (Milão) para o design e produção dos sistemas de tração, e Bolonha para os sistemas de sinalização. Os trabalhos de manutenção serão realizados em Nola (Nápoles), que atualmente é responsável pela manutenção dos trens Italo. Fonte: Alstom


domingo, 8 de outubro de 2017

A 22ª edição do concurso cinematográfico internacional CineRail terá lugar de 27 à 29 de Novembro de 2017 em Lisboa

Uma oportunidade única para apresentar aos profissionais e ao público as mais recentes produções de filmes corporativos de todo o mundo. A 22ª edição do concurso cinematográfico internacional CineRail terá lugar de 27 à 29 de Novembro de 2017 em Lisboa. Este festival, que constitui uma referência para a descoberta de novos filmes ferroviários a nível mundial, será organizado pela UIC em estreita colaboração com a associação CineRail, os membros da UIC e vários parceiros externos. A UITP, a associação mundial de transportes públicos, confirmou o seu apoio a esta nova edição.


Esta edição acompanhará a 21ª edição do CineRail, realizado em Dezembro de 2015 na sede da UIC em Paris. O CineRail de Ouro para Comunicações Corporativas recompensou o filme "Rotas em trilho: o que eu sempre quis" (produzido para RSSB, Reino Unido). 
O Grande Prémio CineRail premiou o filme "A Carruagem" de Portugal (ação em Lisboa Subterrâneo).

O concurso cinematográfico internacional CineRail

O concurso cinematográfico CineRail oferece uma oportunidade única para apresentar profissionais (da área do transporte ferroviário e dos transportes públicos, do mundo da produção e da comunicação cinematográfica, dos meios de comunicação e de várias instituições), beiárias, indústrias, transportes públicos e instituições envolvidas em transportes. 

Ele fornece uma visão geral da qualidade e excelência das produções cinematográficas que tratam de questões ferroviárias em diferentes partes do mundo. Um júri internacional terá a tarefa de avaliar a qualidade ea eficácia dos filmes e conteúdos audiovisuais apresentados e decidir sobre os prêmios. Em dezembro de 2015, foram atribuídos dois prêmios: o Golden CineRail para Corporate Film e a Menção Especial do Júri Corporativo.

Registre suas recentes produções de filmes e audiovisuais!

O programa de dois dias do CineRail Corporate festival de cinema consistirá na apresentação da seleção de filmes num cinema em Lisboa. A seleção do filme será feita com o apoio da associação CineRail, que reúne uma série de especialistas do mundo do cinema e do audiovisual.

A partir do próximo mês (Maio), a UIC vai começar a recolher filmes e conteúdos audiovisuais de membros da UIC, empresas de transporte público, fabricantes de caminhos-de-ferro, autoridades de transportes e meios de comunicação relacionados com o transporte ferroviário eo mundo ferroviário, Deve estar relacionada ao campo ferroviário.

Os filmes e conteúdos audiovisuais registados podem abranger os seguintes domínios:
Comunicações corporativas ou institucionais, também vídeos curtos para internet,
Campanhas de lobby sobre sustentabilidade, mudanças climáticas, etc.
Publicidade, publicidade (comerciais de TV, etc.)
Formação de pessoal em todas as disciplinas,
Segurança e comportamento seguro (prevenção de acidentes, acompanhamento dos acidentes do pessoal ferroviário, segurança dos cruzamentos de nível, educação da população, crianças, sobre os riscos)
Riscos de segurança e de segurança,
Património histórico das ferrovias,
Promoção do sector ferroviário em geral,
Documentários curtos relacionados com os caminhos-de-ferro ...

As especificações técnicas para a transmissão dos filmes (endereço, formato ...) serão especificadas em breve.

O CineRail pode ser definitivamente considerado como uma vitrine para a qualidade e eficácia da política de comunicação dos Membros da UIC e de todos os atores envolvidos no setor ferroviário em todas as partes do mundo. Fonte: UIC Foto: CP


Japan Railways Group - JR

O grupo é composto por sete empresas operacionais e outras duas empresas que não fornecem serviço ferroviário. As empresas operacionais estão organizadas em seis operadores de passageiros e um operador nacional de frete. Ao contrário de alguns outros grupos de empresas, o Grupo JR é constituído por empresas independentes, e não tem sede do grupo ou uma holding para definir a política comercial geral.


As ferrovias de seis passageiros do Grupo JR são separadas por região. Quase todos os seus serviços estão dentro da área geográfica prescrita. No entanto, algumas operações de longa distância se estendem além dos limites. O serviço de trem Shirasagi entre Nagoya e Toyama , por exemplo, usa o material circulante JR West, mas o segmento de trilha entre Nagoya e Maibara é de propriedade da JR Central, cuja equipe gerencia o comboio nessa seção.

A Japan Freight Railway Company opera todo o serviço de frete na rede anteriormente detida pela JNR.

Além disso, o grupo inclui duas empresas não operacionais. Estes são o Railway Technical Research Institute e Railway Information Systems Co., Ltd.

Para cobrir várias áreas de negócios não-ferroviárias, cada operador regional no Grupo JR tem seu próprio grupo de empresas subsidiárias com nomes como "JR East Group" e "JR Shikoku Group". Fonte: JR





sábado, 7 de outubro de 2017

Trem de alta velocidade iniciará o serviço no primeiro trimestre de 2018

As autoridades sauditas completaram com sucesso o trabalho de campo no trem Haramain Express de alta velocidade que liga as cidades de Makkah e Madinah, disse um relatório.

O projeto terá 450 km de comprimento e estará pronto antes do final do ano, o novo serviço de trem provavelmente começará no primeiro trimestre de 2018, informou a Arab News, citando a Autoridade de Desenvolvimento da Região de Makkah (MRDA).


O projeto está em fase final com 35 trens, com capacidade de 417 lugares por trem, pronto para operações de acordo com padrões globais, disse o relatório. 

Isso serve como uma adição qualitativa ao sistema de transporte no reino. Ele pretende fornecer um meio de transporte rápido, conveniente, confiável e seguro entre Makkah e Madinah, bem como as cidades de Jeddah e Rabigh, afirmou. 

Na conclusão, o trem de alta velocidade reduzirá a distância de viagem entre Makkah e Jeddah para cerca de 21 minutos e entre as cidades de Makkah e Madinah para menos de duas horas e meia, acrescentou. Fonte: Arab News


quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Revolucionando os trilhos de alta velocidade - AGV Alstom

O AGV é o primeiro trem de alta velocidade da gama Avelia projetado para atender a um mercado internacional e ter plenamente em conta as preocupações ambientais. Pode ser operado até 360 km/h em total segurança. É o trem de alta velocidade no nível mais econômico do mercado em termos de consumo de energia e custo de manutenção.

O AGV é a síntese bem-sucedida entre o design comprovado do TGV * e 30 anos de experiência tecnológica e inovações revolucionárias de alta velocidade: arquitetura articulada, motor distribuído, motores magnéticos permanentes, frenagem regenerativa eletrodinâmica, energia de sobra. Fonte: Alstom

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Portugal prepara a aquisição de material ferroviário dual, bi-tensão e bitola variável

Após uma forte renovação nos anos 90, os caminhos de ferro portugueses preparam a primeira aquisição de material ferroviário em mais de vinte anos. A empresa (CP) trabalha na definição da licitação publica que após aprovação do governo do país luso vai levar a renovação de uma parte de sua envelhecida frota.


A polivalência é a palavra de ordem, pois a ideia inicial são trens dual, que tanto podem circular em vias eletrificadas, como ainda através de tração diesel-elétrica em vias não eletrificadas, cobrindo assim toda a malha ferroviária do país, além disso, as unidades devem ser bi-tensão, podendo circular em vias eletrificadas com 3.000 ou 25.000V podendo assim acessar a outros territórios como o espanhol, por exemplo, e ainda de bitola variável para estar preparado para a abertura do mercado ferroviário europeu a partir de 2019, o que vai permitir por exemplo um trem português sair de Lisboa e ir até Paris, com a mesma composição, alterando da bitola ibérica para a francesa, um pouco menor. De acordo com a informação divulgada as unidades a serem adquiridas são para viagens de grandes distancias, mas também com pedido para unidades regionais que assim vão permitir renovar o envelhecido parque rodante da CP. Foto: Silvério Borges Fonte: Revista Publiracing


sábado, 23 de setembro de 2017

Trem de alta velocidade mais rápido do mundo entra em operação

Novos trens de alta velocidade chineses Fuxing (rejuvenescimento) começam a circular na ferrovia Pequim-Shanghai, nesta quinta-feira (21), a nada mais nada menos do que 350 km/h. Os trens vão circular 7 vezes por dia da estação ferroviária Hongqiao perto de Pequim. Segundo a companhia China Railway, Fuxing é o trem de alta velocidade mais rápido do mundo.


De acordo com a tabela da estação chinesa, o primeiro trem saiu de Pequim nesta quinta-feira às 7:00 h (22:00 h) da quarta-feira no horário de Brasília). O Fuxing leva os passageiros de Pequim a Shanghai em 4 horas 28 minutos, ou seja, menos uma hora e meia se comparado ao tempo que levava antes.

O trajeto Pequim-Shanghai é um dos mais populares na China, com o tráfego anual de mais de 100 milhões de pessoas. Levando em conta tal volume, as autoridades chinesas decidiram aumentar o limite de velocidade máxima na linha em questão, impulsionando o lançamento do novo trem.

Todos os trens de alta velocidade chineses são elaborados para atingir velocidades de até 350 km/h, contudo, seis anos atrás as autoridades do país decidiram diminuir o limite para 300 km/h.

Nos finais de julho deste ano, foi realizado com sucesso o lançamento do trem Fuxing com consumo de energia 10% menor do que os trens da classe Hexie mesmo quando atingiram 350 km/h. Fonte: Reuters

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Rota Orlando-Miami é finalista em projeto de trem de alta velocidade

O projeto do Hyperloop One, um trem de alta velocidade que será movido à energia elétrica e viajará a cerca de 1.200 quilômetros por hora entre Orlando e Miami em 26 minutos está a um passo de se tornar realidade. Na semana passada foram anunciados os trajetos escolhidos para participar da próxima etapa de desenvolvimento e entre os dez escolhidos para a final está a rota da Flórida.


Agora, cada uma das cidades agora receberá recursos para ajudar a desenvolver estudos de viabilidade para as regiões. O Hyperloop One, projeto que começou com um esforço privado e foi lançado pela primeira vez em 2013 pelo bilionário Elon Musk, CEO da empresa automotiva Tesla, tem quatro representantes dos Estados Unidos . “O Hyperloop One Global Challenge começou como um apelo à ação para inovadores, engenheiros e sonhadores ao redor do mundo, pessoas que compartilhassem a nossa visão de criar um novo modelo de transporte”, afirmou Shervin Pishevar.

Após o anúncio a empresa confirmou que pretende iniciar os primeiros testes no Hyperloop One ainda este ano. De acordo com o planejamento, a ideia é que os veículos possam transportas cargas a partir de 2020 e, no ano seguinte, isso se expanda também para passageiros.


Imagem: Instagram HyperloopOne.

A proposta de 257 milhas de Orlando para Miami é a segunda mais curta dos 10 finalistas e perde apenas para o projeto da Índia, de 208 milhas entre Bengalaru e Chennai.

As propostas adversárias de Miami-Orlando na última etapa são as seguintes: Cheyenne-Denver-Pueblo (EUA), Chicago-Columbus-Pittsburgh (EUA), Dallas-Houston (EUA), Edinburgo-Londres (Inglaterra), Glasgow-Liverpool (Reino Unido), Cidade do México-Guadalajara (México), Bengaluru-Chennai (Índia), Mumbai-Chennai (Índia) e Toronto-Montreal (Canadá). Fonte: Orlando Sentinel/Gazetanews


domingo, 17 de setembro de 2017

A Fepasa e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas bateram o recorde de velocidade no Brasil - 1989

A FEPASA, juntamente com o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), estabeleceu, em um trecho retificado entre as cidades de Rio Claro e Itirapina, o recorde de velocidade brasileiro, chegando a 164 quilômetros horários. Os trabalhos de medição foram realizados no próprio trem, em um carro Budd 800 modificado como laboratório. Este foi o primeiro e único passo dado para a implantação dos trens rápidos no Brasil, infelizmente jamais efetuados.


O futuro parecia promissor: Na manhã de 16 de maio de 1989, o trem elétrico estabeleceu o recorde de velocidade sobre trilhos. O governo de Orestes Quércia buscou efetuar melhorias na estatal paulista, mas vários fatores, entretanto, culminaram em seu fim. Fonte: Divulgação


sexta-feira, 15 de setembro de 2017

O Trem Hyperloop já atinge 308 km/h em teste

O trem futurista Hyperloop, conhecido como “trem supersônico”, atingiu a velocidade de 308 km/h em um teste no ultimo dia 29 ao passar por um tubo de 500 metros no deserto de Nevada, Estados Unidos.


A empresa Tesla Motors, responsável pelo Hyperloop, informou que o tubo sem ar foi despressurizado ao equivalente do ar a 200 mil pés acima do nível do mar (cerca de 60 km). O veículo, apelidado de XP-1, deslizou acima da pista usando a técnica de levitação magnética, o que limita o efeito aerodinâmico e, teoricamente, permite uma velocidade máxima de 760 mph (1223 km/h). Fonte: Hyperloop

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Tecnologia de estruturas utilizadas em todo o mundo em testes no Reino Unido

A Universidade de Heriot - Watt de Edimburgo está realizando testes para ver se a tecnologia de estruturas utilizada em todo o mundo é adequada para a construção de uma estação ferroviária de alta velocidade no Reino Unido. A universidade disse que acredita que o teste é o primeiro de seu tipo no Reino Unido.


Oito seções da tecnologia fornecidas pelo fabricante alemão Max Bögl estão sendo usadas para conduzir ensaios na instalação do Geopavimento e Testes de Fadiga Acelerada Ferroviária (GRAFT) da universidade - uma das duas únicas instalações de teste no Reino Unido.

A instalação GRAFT pode imitar a velocidade e as cargas dinâmicas de um trem de alta velocidade e simular o desgaste equivalente a anos de serviço regular de passageiros.

A pesquisa se concentrará no desenvolvimento de dois "novos sistemas de substituição de aterro", que poderiam reduzir o custo de construção e melhorar o desempenho.

A Universidade Heriot-Watt, que trabalha junto à Universidade de Leeds, recebeu financiamento do Conselho de Pesquisa de Engenharia e Ciências Físicas (EPSRC) para conduzir o projeto de Redução de Custos de Estradas de Ferro com Sistemas Préformados (LOCORPS). Fonte: Universidade de Herio Watt de Edimburgo



sábado, 9 de setembro de 2017

Trem em operação poderá alcançar 400 km/h

Com uma velocidade máxima de 350 quilômetros por hora, os trens da Fuxing ultrapassarão os trens de alta velocidade mais rápidos existentes na China, com sua velocidade máxima de 300 km/h. De acordo com a Xinhua, os trens Fuxing podem ir ainda mais rápido e ter uma velocidade máxima de 400 km/h.


Após a linha Pequim-Xangai, os trens Fuxing serão colocados em operação na área Pequim-Tianjin-Hebei, servindo 10 paradas na região, incluindo Tianjin, Baoding e Shijiazhuang, informou a emissora estadual CCTV , citando a China Railway.

A nova rede de trem de alta velocidade é, segundo notícias, dos esforços da China para se manter à frente de países como Japão, Alemanha e França. De acordo com a China Railway, a operadora estatal, cerca de 600 milhões de passageiros viajam na linha Beijing-Shanghai, que foi inaugurada em 2011.

A linha também é dita ser uma das mais rentáveis ​​na China, com um lucro estimado de 6,6 bilhões de yuans (cerca de US $ 1 bilhão) em 2015. O país, que foi estimado em gastar US $ 360 bilhões em trilhos de alta velocidade, tem a rede ferroviária de alta velocidade mais longa do mundo de mais de 22.000 quilômetros, que é cerca de 60% do total mundial. Fonte: Reuters



segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Novos trens de alta velocidade de Chicago para St. Louis

Os trens de alta velocidade da Amtrak recebem novas locomotivas que devem começar a operação entre Chicago e St. Louis em algum em 2018. Os novos trens reduzirão o tempo de viagem de 5 para 4 horas e meia hora, explicaram os executivos IDOT e Amtrak.


Com a modernização, os clientes "terão viagens mais suaves, estações atualizadas, cruzando e melhorando sinais de segurança, (e) garantias de melhor desempenho no tempo", disse o secretário do Departamento de Transportes de Illinois, Randy Blankenhorn, em uma inauguração da Union Station.

Antes da construção da nova linha, os trens foram pontuais de 40 a 70% do tempo. Uma vez que o projeto esteja completo, os trens serão capazes de aumentar a pontualidade pelo menos 85% do tempo, disseram os planejadores IDOT. Fonte: DH/Marni Pyke



quinta-feira, 31 de agosto de 2017

A China Aerospace anunciou planos para pesquisar e desenvolver um trem de ultravelocidade que pode viajar à velocidades de até 4.000 km/h

A China Aerospace Science and Industry Corporation (CASIC), um dos maiores nos programas espaciais da China, anunciou planos para pesquisar e desenvolver um "trem voador de ultravelocidade" que pode viajar à velocidades de até 4.000 quilômetros por hora.


Isso significaria que a viagem ferroviária poderia ser executada cinco vezes mais rápido do que os aviões de passageiros em geral e dez vezes mais rápido do que os tradicionais trens de alta velocidade. 

Liu Shiquan, vice-gerente geral da CASIC, revelou durante um Fórum da Cúpula Aeroespacial Comercial, realizado na quarta-feira em Wuhan, que o "vôo supersônico próximo ao solo" seria realizado através da tecnologia maglev e um sistema de transporte de tubos pressurizados.

O calendário detalhado do projeto ambicioso ainda não foi lançado, mas é dividido em três etapas: 0 a 1.000 km/h, 2.000 km/h e 4.000 km/h.

A CASIC é a terceira empresa do mundo a começar a desenvolver um sistema de hiperloop (referente a sistemas de transporte com velocidades de viagem superiores a 1.000 km/h), seguindo as tecnologias Hyperloop Transportation Technologies (HTT) e Hyperloop One de Elon Musk. Fonte: GB Times


quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Rússia iniciará construção da primeira linha ferroviária de alta velocidade em 2018

Os modelos de trens de alta velocidade são exibidos na 4ª Exposição China-Rússia realizada em Harbin, capital da província de Heilongjiang, no nordeste de China, em 15 de junho de 2017. (Xinhua / Wang Kai) A Rússia começará a construir sua primeira rede ferroviária de alta velocidade que liga Moscou e Kazan em 2018, disse Alexander Misharin, primeiro vice-presidente das estradas russa.


O projeto da ferrovia de alta velocidade será concluído até o final de 2017, disse ele em um fórum. Em novembro de 2016, o presidente da Ferrovia Russa, Oleg Belozerov, disse que o link ferroviário está planejado para entrar em serviço até 2022.

A ferrovia de 770 km de comprimento custará cerca de 1,3 trilhão de rublos (cerca de 22,4 bilhões de dólares). Os trens de alta velocidade funcionarão a uma velocidade máxima de 400 quilômetros por hora, reduzindo o tempo de viagem das atuais 14 horas para 3,5 horas.

Espera-se que a ferrovia Moscou-Kazan faça parte de uma linha ferroviária de alta velocidade que liga Pequim com Moscou no futuro e facilite a integração econômica ao longo da rota. Kazan é a capital da República do Tatarstan na Rússia européia e um dos centros industriais e econômicos do país. Fonte: Xinhua/Huaxia


domingo, 27 de agosto de 2017

Tecnologia sem fio em reboques e manobras

Limite suas emissões, aproveite a eficiência com novos padrões na tecnologia de reboques. Sem emissões, operação em qualquer zona de trabalho graças à unidade elétrica, equipamento patenteado de orientação ferroviária. 

Use o Zagro E-Maxi para realizar trabalhos de derivação na ferrovia, operações, transporte público e serviços industriais em trechos de trilhos abertos ou cobertos e de nível uniforme. O motor ferroviário foi projetado para operação combinada com baterias, significa operação livre de emissão CO2 nos trilhos. Fonte: Zargo



terça-feira, 22 de agosto de 2017

Israel testa o trem rápido Jerusalém -Tel Aviv

O primeiro teste que vai ligar as cidades de Jerusalém e Tel Aviv, o trem rápido Jerusalém-Tel Aviv fez seu primeiro teste, um tempo da viagem carregado foi de 28 minutos. A abertura oficial do novo trem rápido, se deslocando através de uma pequena parte do território palestino ocupado da Cisjordânia. O objetivo desta primeira viagem com um trem com o dobro de vagões e carregado, assim pesando um total de 1.200 toneladas, é para testar as pontes, trilhos e fortalecer e estabilizar o concreto e estradas. 


O trem irá continuar os testes entre as duas cidades durante as próximas semanas. Se tudo correr bem, a linha será aberta para os passageiros em abril próximo. Fonte: Rail Preee Foto: Ynhockey


A China conquistará mais uma vez o título do trem mais rápido do mundo

A China procura manter-se globalmente em seus serviços ferroviários e vender seus trens de alta velocidade e como parte da "Belt and Road Initiative", decidiu relançar o serviço de trem mais rápido do mundo. O site controlado pelo governo Thepaper.cn informou que sete pares de trens de alta velocidade estarão operando sob o nome "Fuxing", o que significa rejuvenescimento, de acordo com o South China Morning Post . 


Os trens chegarão mais uma vez à 350 km/h, com uma velocidade máxima de 400 km/h (248 mph). É relatado que o serviço ferroviário contará com um sistema de monitoramento que irá diminuir automaticamente os trens em caso de emergência.

A linha Beijing-Shanghai começará a operar em 21 de setembro e encurtará a viagem de quase 820 milhas por uma hora, a quatro horas trinta minutos. Cerca de 600 milhões de pessoas usam essa rota todos os anos, fornecendo um lucro líquido de US $ 1 bilhão. Outras rotas incluem Pequim-Tianjin-Hebei, que começará a operar hoje, 21/8/17.


A China colocou mais de 12.400 milhas de trilho de alta velocidade até o momento, com a intenção de adicionar mais 6.000 milhas até 2020. Segundo a Associated Press, o país gastou US $ 360 bilhões na construção da rede de trens de alta velocidade, criando o maior no mundo. Fonte: Fortune


quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Trens com tecnologia pendular avançando na Europa

Um estudo para implantação para uma rede ferroviária de alta velocidade que liga Auckland, Hamilton e Tauranga foi revelado pelo grupo de transporte, Greater Auckland, que quer o apoio do governo. Será investido US $ 400 milhões em 17 trens de alta velocidade que poderiam viajar 160 km/h em trilhos existentes e ampliar o serviço para o sul até Te Kuiti. 


A etapa final do projeto, trazendo o gasto total para US $ 1,45 bilhões, adicionaria mais 15 trens e se expandirá para Rotorua, Cambridge e Te Puke. "Estas são economias crescentes, esses serviços são uma necessidade real, e há uma população crescente".

Reynolds disse que mais de metade da população do país vivia na área triangular atendida pelo plano, e 70 por cento do crescimento da população futura estarão lá. "Não se trata apenas de começar a trabalhar em Auckland ou Hamilton, mas as viagens intra-regionais também". Fonte: Radionz


sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Acela - Amtrak 2017

O Acela da Amtrak, é um trem de alta velocidade americano que atinge 250 km/h, liga as cidades de New York à Boston. Com conforto superior, amenidades de luxo, serviço profissional polido, a velocidades de até 250 km/h, é uma alternativa cada vez mais utilizada nos transportes de passageiros na América do Norte.


O Acela Express oferece um serviço de hora em hora para o centro durante o pico da manhã e da tarde, horário de pico entre Nova York, Washington, DC, Baltimore, Filadélfia e outras cidades intermediárias, assim ida e volta entre Nova York e Boston. Fonte: Amtrak


domingo, 6 de agosto de 2017

Trens regionais e intermunicipais na Noruega

A principal rede ferroviária da Noruega é composta dos seguintes trens regionais e intermunicipais: Trens Lokal são trens regionais de 2ª classe que percorrem distâncias curtas. Operam em várias rotas, ligando cidades maiores com as cidades vizinhas.


Trens NSB Regiontog (intermunicipais) operam entre as cidades maiores, como Oslo, Bergen, Stavanger e Trondheim. São trens muito confortáveis​​, que percorrem várias rotas panorâmica, como as ferrovias Bergen e Rauma. Esse trem também cobre a rota internacional de Oslo a Gotemburgo (Suécia).

O trem de alta velocidade SJ oferece uma conexão rápida que liga Oslo com Estocolmo, a capital sueca. Esse trem é operado pela companhia ferroviária sueca SJ. A ferrovia Flåm (Flåmsbana) é um trem panorâmico que viaja de estação de montanha de Myrdal até Flåm, 865 metros acima, nas margens do Sognefjord. Fonte: Divulgação


quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Trem Hyperloop passa de 300 km/h em seu teste mais rápido

A Hyperloop One está mais próxima de entregar o que chama de trem de velocidade ultrassônica. A companhia anunciou que, no último dia 29, seu protótipo atingiu, com sucesso, a marca de 192 milhas por hora (308 km/h) ao passar por um tubo de 500 metros no deserto de Nevada, Estados Unidos. Trata-se do teste de maior velocidade feito até então, segundo a companhia. 


O sistema utiliza um tubo que foi despressurizado ao equivalente a 200 mil pés acima do nível do mar (cerca de 60 km). Apelidado de XP-1, o veículo deslizou acima da pista usando a técnica de levitação magnética, o que limita o efeito aerodinâmico e teoricamente permitiria superar uma velocidade de 1220 km/h.

Construído em alumínio estrutural e fibra de carbono, o trem futurista possui 28 metros de comprimento. Comparado ao primeiro teste do sitsema completo feito em maio, o mais recente representou um grande avanço. O pod alcançou velocidades 2.7 vezes mais rápida e experimentou 3,5 vezes mais cavalos de potência. 

O Hyperloop foi proposto em 2013 por Elon Musk, CEO e fundador da Tesla e SpaceX. O executivo tornou sua pesquisa pública para que terceiros pudessem avançar o conceito. Na ocasião, muitos disseram se tratar de um projeto futurístico e irreal. A Hyperloop One é uma das três startups que tem concentrado esforços para levar adiante a proposta. No futuro, espera-se que o hyperloop transporte pessoas, veículos e cargas.

Em um comunicado, o dono do Hyperloop One, Shervin Pishevar, não foi modesto ao descrever o transporte: "Quando você ouve o som do Hyperloop, você ouve o som do futuro". Fonte: Hyperloop



sábado, 29 de julho de 2017

Automotriz de Grande Velocidade - AGV Alstom

O trem de alta velocidade AGV da Alstom é o primeiro trem na gama Avelia projetado para atender o mercado internacional e tendo plenamente em conta as preocupações ambientais. Pode ser operado até 360 km/h em segurança. É o trem em alta velocidade que também está entre os trens mais econômico do mercado em termos de custos de consumo de energia e manutenção.


A arquitetura dos carros articulados foram criados uma ligação rígida entre os carros. Além do conforto proporcionado, essa rigidez minimiza o risco de deslocamento e empilhar carros em caso de descarrilamento.

Além disso, a unidade de absorção de energia cinética instalado no nariz do AGV oferece um elevado nível de protecção em um acidente. Fonte: Altom

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Estudos do banco de infraestrutura canadense para financiar o trem de alta velocidade EUA-Canadá

O trem de alta velocidade de Vancouver a Seattle está voltando aos estudos como nunca, depois que o estado de Washington anunciou planos para realizar o projeto de US $ 1 milhão. OTTAWA - O estado de Washington está explorando se o novo banco de infraestrutura do Canadá poderia ajudar a financiar uma proposta de vários bilhões de dólares para o trem de alta velocidade entre Vancouver e o noroeste dos EUA.


O banco de infraestrutura do governo de Trudeau, que será lançado em breve, US $ 35 bilhões buscará usar fundos públicos como alavanca para atrair mais bilhões de investimentos privados para grandes projetos de infraestrutura, como pontes, sistemas de trânsito e linhas ferroviárias. Fonte: Global News Canadá


terça-feira, 25 de julho de 2017

Hyperloop One a ferrovia ultraveloz que atinge os 1.200 km/h - Dubai em 2020

O primeiro Hyperloop unirá em 2020 Dubai e Abu Dhabi, reduzindo a duração de uma viagem pela estrada de duas horas a somente 12 minutos. Você pode imaginar ir de Madrid a Barcelona de trem em apenas 30 minutos? Não é ficção científica. É um exemplo do tempo que seria necessário com a tecnologia Hyperloop, uma estrada de ferro ultraveloz que atinge os 1.200 quilômetros por hora.


Se um dia chegar à Espanha, seria com a rota Madrid-Tânger, em uma hora. Frente a outros projetos em todo o mundo, uma equipe de pesquisadores espanhóis foi finalista com a sua proposta.

"A tecnologia Hyperloop evita os dois principais problemas que enfrentam os transportes rodoviários, que são a gravidade e o atrito com a atmosfera, por isso, é uma tecnologia que permite viajar em alta velocidade consumindo muito pouca energia."

O primeiro Hyperloop unirá em 2020 Dubai e Abu Dhabi, reduzindo uma viagem pela rodovia de duas horas a apenas12 minutos. Fonte: Divulgação


sexta-feira, 21 de julho de 2017

A China aumenta a velocidade máxima dos trens de alta velocidade para 350 km/h e em breve para 400 km/h

A China autorizou o aumento da velocidade máxima de Shanghai-Beijing chegando até 350 km/h. A China está atualizando seus trens ferroviários de alta velocidade para alcançar até 400 km/h. Centenas de trens serão atualizados para a maior velocidade máxima e mais linhas serão permitidas para imprimir a uma velocidade superior de 350 km/h e talvez, em dois anos ou mais, os trens serão autorizados chegar à 400 km/h.


Os viajantes poderão viajar entre as duas cidades em apenas 4 horas a bordo do G1. Atualmente, esses trens percorrem em todo país a velocidades máximas de apenas 300 km/h, fazendo a viagem de 1.318 km em uma excruciante 4 horas e 49 minutos.


Quando a velocidade máxima de 400 km/h for permitida, o tempo de viagem de Xangai a Pequim cairá para 3,5 horas. Fonte: Nextbigfuture

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Japão desenvolve trem-bala capaz de chegar a 360 km/h

O modelo, batizado Alfa-X, será a base para uma nova geração de trens-bala japoneses que a companhia pretende colocar em operação em 2030, e o seu primeiro protótipo contará com dez vagões, explicou o porta-voz.


O Alfa-X superará notavelmente a velocidade dos Shinkansen que circulam atualmente pela malha ferroviária nipônica, entre os quais os mais rápidos são os da série E5 Hayabusa, empregados na linha que conecta Tóquio com a região de Tohoku (norte) e que alcançam 320 km/h.

A nova geração de trens-bala japoneses começaria a operar ao mesmo tempo em que está prevista a extensão da linha de alta velocidade até a cidade de Sapporo, em Hokkaido. Inteligência cidadã: O Mundo Corporativo te mostra como a tecnologia vem melhorando a qualidade de vida nas cidades Patrocinado

Por outro lado, a JR Central, pertencente ao mesmo grupo que a JR East, está desenvolvendo um trem de levitação magnética (maglev) dev superalta velocidade que iniciará seu serviço comercial em 2027.

Esta linha, que será batizada como “Chuo Shinkansen” e circulará a mais de 500 quilômetros por hora, unirá inicialmente Tóquio com Nagoya (centro de Japão) e posteriormente será ampliada até Osaka (oeste). Fonte: Exame

domingo, 16 de julho de 2017

A Bugatti já construiu o trem mais rápido do mundo

Ettore Bugatti até hoje está associado a carros ultrarrápidos, o próprio Chiron de 1.500 cv é a prova que o sobrenome sobreviveu ao criador. Só que o fabricante também bateu recorde de velocidade nos trilhos, quando criou o trem WR em 1932. A sigla Wagon Rapide não poderia ser mais literal: era um verdadeiro vagão rápido de 21 metros e não uma locomotiva com vários vagões. Era uma proposta de transporte ligeiro ligando um município ao outro.


A mecânica era igualmente incomum, fruto do gênio criativo de Ettore, que acumulou mais de 1.000 patentes antes de 1947, quando faleceu. O WR usava quatro motores de Bugatti Royale Type 41, cada um deles com 12,75 litros de deslocamento. O fato é que a crise de 1929 havia derrubado a economia do mundo inteiro e criar trens com a mesma motorização do Royale poderia ser a saída para dar fim aos oito cilindros em linha já produzidos. O WR Bugatti Presidencial foi conservado, mas é o único sobrevivente Foto: Hugh LLewelyn Fonte: Divulgação


Os motores ficavam ao centro do vagão, acoplados em duplas. A transmissão hidráulica repassava a força aos bogies de quatro eixos cada. Para alcançar altas velocidades com maior facilidade, a carroceria era extremamente aerodinâmica. A posição de condução era elevada, o condutor ficava bem acima do conjunto mecânico, bem no centro do vagão. Isso liberava a parte frontal para ser ocupada por passageiros - imagine só a visão privilegiada dos primeiros assentos.

Os primeiros testes em 1933 já apontaram a velocidade de 172 km/h e logo o governo francês encomendou quatro vagões. O alto desempenho permitia manter médias de 116 km/h nas viagens, o que aumentou logo para 130 km/h em alguns trechos. O percurso entre Paris e Lyon passou a ser cumprido em menos de cinco horas pela primeira vez. Os tempos curtos de viagem passaram a ser inscritos nos belos pôsteres feitos pela filha de Bugatti, Lidia.



Estacão de Wuhan - China

Wuhan Railway Station está localizado no extremo leste de Yangchunhu Lake em Wuhan, na China, na fronteira entre Qingshan e Hongshan, e ao lado do Rodoanel 3. É uma das estações da ferrovia Wuhan-Guangzhou de alta velocidade. Concluído em dezembro de 2009, a estação tem 11 plataformas e 20 faixas. Ele serve a linha Pequim-Hong Kong, a linha de passageiros Xangai, Wuhan, Chengdu, e os trens Zhengzhou-Jiujiang.


A construção da estação começou em setembro de 2006, e foi concluída em dezembro de 2009 a um custo de 2 bilhões de dólares, incluindo atualizações para infra-estrutura ao redor. A área total da construção da estação é 370.860 m2. O arco principal se estende por 116 metros e o ponto mais alto tem 58 metros acima do solo. Fonte: Divulgação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...